Brasileiros vacinados podem entrar na Holanda a partir deste sábado

Turistas brasileiros poderão viajar para a Holanda, mas precisam cumprir vários requisitos. Foto: Canva


A Holanda retirou o Brasil da lista de países com variantes de risco, o que vai permitir a entrada de turistas brasileiros a partir deste sábado (4). No entanto, de acordo com informações do governo holandês, é necessário que os passageiros estejam totalmente vacinados e cumpram uma série de requisitos. 

Conforme a lista de vacinas divulgadas no site do Ministério da Saúde, todos os imunizantes aplicados no Brasil, incluindo a CoronaVac, serão aceitos para entrada no país. Os passageiros só podem viajar após 14 dias da segunda dose da vacina ou 28 dias, no caso da vacina Janssen, se a injeção tiver sido aplicada após o dia 14 de agosto.

Para comprovar a vacinação, é necessário preencher uma declaração, disponível no site do governo, com as informações sobre a aplicação da vacina, como a marca e a data. Os turistas deverão assinar o documento em que confirmam a veracidade dos dados, sob pena de multas caso as informações sejam falsas. 

A declaração é obrigatória a todos os passageiros com mais de 12 anos. No caso de menores de 18 anos que viajam com responsáveis vacinados, é necessário apenas um teste negativo para a Covid-19.

Além do comprovante de vacinas, os turistas do Brasil também precisam apresentar um exame negativo para o vírus. Os testes aceitos são o PCR, realizado no máximo 48 horas antes da viagem, e o de antígeno, certificado com validade de até 24 horas. 

Os resultados podem ser apresentados em papel ou digital e são aceitos documentos em português. A orientação do governo holandês é que o embarque não seja permitido, caso o exame não seja apresentado. 

Na chegada ao país, uma quarentena de 10 dias é obrigatória aos passageiros do Brasil. O isolamento pode ser diminuído para cinco dias, caso o viajante faça um teste para o vírus no quinto dia e o resultado seja negativo.

O governo explicou, em nota, como será a fiscalização da quarentena. Os passageiros deverão preencher um documento com as informações sobre o local de estadia, que será informado às autoridades competentes. Quem não preencher o formulário antes da viagem, terá que pagar uma multa de 95 euros.

Depois da chegada ao local onde será cumprido o isolamento, os viajantes serão contatados pelo governo: “A equipe de atendimento tentará entrar em contato com você várias vezes. Se não atender o telefone ou se suspeitarem que não cumpre o requisito de quarentena, podem informar a autoridade supervisora ​​do município em questão”, esclarecem os ministérios. 

Além disso, será aplicada uma multa de 339 euros caso a pessoa não responda ao contato das autoridades. O governo isenta a quarentena dos passageiros do Brasil em condições pontuais, que podem ser conferidas aqui.

Compartilhar

3 Comments

Não é possível deixar seu comentário no momento.