Aeroporto de Amsterdã vai compensar passageiros que perderam voos


Passageiros que foram prejudicados por longas filas no aeroporto Schiphol, em Amsterdã, podem solicitar um pedido de indenização. A iniciativa foi lançada nesta sexta-feira (12) e abrange os viajantes que perderam voos entre os dias 23 de abril e 11 de agosto deste ano.

De acordo com comunicado do aeroporto, a compensação será disponibilizada aos passageiros que chegaram ao local em tempo hábil para embarcar, mas perderam as viagens por conta da demora nas filas durante o período mencionado. O pedido deverá ser realizado online, por meio do preenchimento de um formulário

“Os viajantes podem, entre outras coisas, solicitar uma indenização pelos custos implicados para remarcar um voo ou para um voo de substituição, para transporte alternativo se tiverem de viajar para um destino de forma diferente ou por custos de viagem adicionais incorridos para regressar a Schiphol ou a um destino diferente para viajar para outro aeroporto”, destaca o comunicado. Também estão abrangidos custos de hospedagem e transporte.

“Achamos extremamente desapontador que haja pessoas que perderam o voo devido a uma longa fila na segurança. Como resultado, eles tiveram que perder um feriado ou parte de suas férias e nós nos solidarizamos com essas pessoas”, explica Dick Benschop, CEO do aeroporto Schiphol.

Sandra Molenaar, diretora da Associação de Consumidores da Holanda, celebrou a medida: “Investigamos as possibilidades de uma reclamação em massa e depois entramos em discussões com Schiphol. Graças aos nossos esforços conjuntos, surgiu este acordo, que ajudou um grande grupo de consumidores”, ressalta Sandra.

O prazo para solicitar a indenização vai até o dia 30 de setembro de 2022. O aeroporto esclarece que os passageiros que já realizaram o pedido não precisam enviar novamente. Todas as solicitações serão analisadas em até seis semanas, segundo o comunicado. Caso a pessoa tenha direito, receberá na conta bancária o valor estipulado em até 14 dias.

Falta de profissionais

No comunicado, a direção do local destaca que enfrenta problemas na contratação de profissionais: “Apesar das medidas que tomamos, não conseguimos ter pessoal de segurança suficiente disponível”, pontua o aeroporto, justificando as longas filas que fizeram os passageiros perderem os voos. O aeroporto iniciou uma campanha para recrutar trabalhadores no setor, com objetivo de agilizar o serviço.

Compartilhar