Cinco países europeus mantêm vacinação da AstraZeneca apenas para idosos

*Com informações de Thaís Baldasso

Ao menos cinco países europeus modificaram a faixa etária da população que pode receber doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela biofarmacêutica AstraZeneca. Na Alemanha, Espanha, Holanda e Portugal, o imunizante será aplicado somente em pessoas acima dos 60 anos, enquanto na Bélgica os maiores de 55 anos serão vacinados com o fármaco anglo-sueco. As mudanças no público alvo da vacinação ocorrem mesmo após a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, em inglês), afirmar que a aplicação da AstraZeneca é segura e eficaz.

Após revisar relatos de casos de pacientes que apresentaram coágulos sanguíneos depois de receber o imunizante, cientistas europeus encontraram possíveis ligações com a vacina. No entanto, confirmam a segurança: “os benefícios na prevenção contra Covid-19 superam os riscos de efeitos colaterais”, explicou a diretora da EMA, Emer Cooke.

Depois da divulgação da agência reguladora europeia, ocorreu, na noite de ontem (7), uma reunião com todos os ministros da saúde dos países do bloco. A ministra de Portugal, Marta Temido, que conduziu o encontro, recomendou aos ministros que “sigam uma abordagem coordenada em toda a Europa no sentido de melhorar a confiança dos cidadãos”. No entanto, os representantes dos países europeus não chegaram a um consenso sobre uma posição coordenada.

Nesta quinta-feira (8), Espanha e Portugal decidiram aplicar o imunizante anglo-sueco somente em pessoas acima dos 60 anos. No caso específico da Espanha, a Comissão de Saúde Pública anunciou que a vacina AstraZeneca será utilizada apenas na faixa etária entre 60 e 69 anos de idade.

Ainda não está definido, no entanto, o que irá ocorrer com os dois milhões de espanhóis que já receberam a primeira dose da vacina e aguardam a segunda para o mês de maio. Duas possibilidades estão sendo avaliadas pelo governo: ou essas pessoas não receberão a segunda dose, já que a vacina da AstraZeneca promete uma eficácia de 70% na primeira dose, ou há a possibilidade desse usuário receber uma segunda dose de outro imunizante.

A ministra da saúde, Carolina Darias, afirmou que ainda é cedo para tomar uma decisão definitiva. Das 12, 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca que a Espanha prevê receber ao longo deste ano, 3,2 milhões de doses já foram recebidas e 2,1 milhões foram aplicadas.

Decisão em Portugal impacta calendário

Em Portugal, o governo decidiu suspender a aplicação da vacina em pessoas com menos de 60 anos. O anúncio foi realizado pela Direção Geral de Saúde (DGS) no final desta tarde.

De acordo com a diretora geral de Saúde, Graça Freitas, a medida foi tomada seguindo parâmetros técnicos e será mantida até “estar disponível informação adicional”. O Governo português não informou quantas pessoas já receberam a primeira dose do imunizante e aguarda mais detalhes para avaliar a aplicação da segunda dose. O intervalo de aplicação entre as duas doses é de 12 semanas.

A decisão de suspender o uso da AstraZeneca em menores de 60 anos irá atrasar o cronograma de imunização dos trabalhadores das escolas do país. O coordenador da força tarefa de vacinação, Henrique Gouveia e Melo, confirmou que a aplicação aos profissionais, inicialmente programada para o próximo sábado (10) e domingo (11), foi adiada para o fim de semana seguinte. No entanto, o coordenador pontou que o cronograma geral “não sofrerá grandes mudanças”.

Outros países

Na Bélgica, a limitação de idade para o recebimento da vacina AstraZeneca foi mais restritiva. A Conferência Interministerial de Saúde Pública (CIM) decidiu aplicar o imunizante apenas em pessoas acima dos 55 anos. O órgão destacou, por meio de comunicado oficial, que essa medida possui duração de um mês.

Durante esse período, as pessoas com menos de anos receberão vacinas de outras farmacêuticas, como a Moderna e Pfizer-BioNtech. Os países do bloco também estão à espera das primeiras doses da vacina Johnson & Johnson, aprovada pela agência europeia no mês passado.

Antes do parecer da EMA, a Alemanha e a Holanda já haviam decidido utilizar a vacina AstraZeneca somente em pessoas com 60 anos ou mais. Outro país que também permanece com a decisão tomada anteriormente é a França. Desde março, quando ocorreu uma suspensão temporária no uso do imunizante, as doses estão sendo aplicadas em pessoas acima dos 55 anos no país.

A vacina da AstraZeneca, aprovada para uso na União Europeia (UE) no final de janeiro, foi o terceiro imunizante com autorização para ser aplicado em países do bloco.

Aplicado a maiores de 30 anos no Reino Unido

Já no Reino Unido, que não faz mais parte da UE, a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA, em inglês), revisou os casos e recomendou a aplicação para somente pessoas acima dos 30 anos. A decisão foi divulgada na tarde de ontem (7)  No anúncio, o órgão enfatizou que os benefícios da vacinação continuam a superar quaisquer riscos.

A aprovação para o uso da AstraZeneca no Reino Unido ocorreu um mês antes do que na UE. Até o momento, foram administradas mais de 20 milhões de doses do imunizante no território. Dentre as pessoas vacinadas, 79 apresentaram coágulos raros e 19 morreram.

Leia mais:
– Dinamarca cria ‘passaporte Covid-19’ para retomada de atividades comerciais
 Pandemia: vestido de ‘morte’ em Berlim, brasileiro busca ajuda ao Brasil
– Pandemia: OMS considera ritmo de vacinação na Europa “inaceitavelmente lento”

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.