Holanda deixa de exigir máscaras em aeroportos e voos

Passageiros que circulam nos aeroportos da Holanda não precisam mais usar máscaras a partir deste sábado (21). A exigência também foi removida dentro dos aviões. O governo holandês ressalta, no entanto, que os passageiros devem ficar atentos às regras do país de origem ou destino, pois a aplicação da regra pode ser diferente dependendo da localidade.

A mudança foi adotada após autoridades de saúde retirarem a recomendação para que todos os passageiros utilizassem máscaras, na semana passada. Mesmo com a sinalização da Agência para a Segurança da Aviação da União Europeia (EASA, em inglês), em conjunto com o Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças (ECDC, sigla em inglês), porém, a decisão de não exigir o uso de cobertura facial em voos e aeroportos deve ser tomada pelos países e companhias aéreas.

A orientação, no entanto, é para que as pessoas com saúde vulnerável utilizem máscaras cirúrgicas voluntariamente. As autoridades também reforçam para a manutenção de outras medidas, como lavar as mãos regularmente e cobrir a boca com o cotovelo ao tossir ou espirrar. Além disso, em caso de sintomas, deve ser feito um autoteste para a Covid-19 e, se o resultado for positivo, a pessoa contaminada não deve se dirigir ao aeroporto.

“A variante atual do vírus é menos severa, mas muitas pessoas ainda são infectadas com o coronavírus. Usar uma máscara facial pode ajudar a evitar que você seja infectado e espalhe o vírus”, destaca o comunicado oficial do governo holandês.

Retirada de restrições

Com o fim da obrigatoriedade em aeroportos e voos, não é necessário utilizar máscaras em nenhum local na Holanda. A medida já havia sido removida, gradualmente, desde o mês de fevereiro, começando pelos estabelecimentos comerciais. Em março, o uso de cobertura facial deixou de ser exigido também no transporte público. 

O acesso irrestrito a estabelecimentos e atividades esportivas ou culturais dentro do país está permitido desde março. Além disso, viajantes da União Europeia (UE) e do Espaço Schengen não precisam mais apresentar um certificado de vacinação, recuperação ou teste de Covid-19 para entrar na Holanda.

No entanto, as restrições para viajantes de países terceiros ainda estão mantidas. Com isso, residentes do Brasil, por exemplo, só podem viajar a turismo para a Holanda se estiverem totalmente vacinados. Apesar disso, foi retirada a obrigatoriedade de apresentação de um resultado negativo para a Covid-19 às pessoas autorizadas a entrar em território holandês saindo de países terceiros.

Compartilhar