Portugal recebe quase 3 mil brasileiros por dia em junho

Lisboa é a cidade com maior entrada de passageiros. Foto: André Legier / Unsplash

No mês de junho, em média 2,8 mil brasileiros desembarcaram no solo portugues todos os dias. No período, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) autorizou a entrada de 85.317 cidadãos do Brasil, segundo confirmou o órgão ao Agora Europa nesta sexta-feira (15). O número é ligeiramente maior do que o de maio, quando 82.533 viajantes do Brasil chegaram em terras portuguesas, com 2,6 mil brasileiros por dia.

A situação é bastante diferente da registrada nos últimos dois anos. Em 2020, nesta mesma época, o espaço aéreo estava totalmente fechado até 15 de junho, enquanto em 2021 apenas as viagens essenciais do Brasil eram permitidas. Agora, Portugal começa a se aproximar dos níveis de turistas pré-pandemia de Covid-19. 

Em maio, o país recuperou 97% dos passageiros, na comparação com 2019, conforme o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), em relatório divulgado nesta sexta-feira (15). Passaram pelos aeroportos portugueses 5,3 milhões de passageiros em 31 dias, o equivalente a quase metade da população do país. 

Portugal, além de ser um dos destinos turísticos mais procurados na Europa, possui também a maior colônia de brasileiros no Velho Continente. De acordo com o último relatório do SEF, divulgado no mês passado, são mais de 206 mil cidadãos com Autorização de Residência (AR), sem contar as pessoas que estão à espera de obter o documento ou os que possuem a nacionalidade portuguesa.

Leia mais:

Conversão de CNH do Brasil deixa de ser obrigatória em Portugal
Veja os shows de artistas brasileiros confirmados para a Europa em 2022
Confira os melhores sites de emprego em Portugal

Fim da obrigatoriedade de certificado ou teste

Quem entrou no país até o dia 30 de junho ainda precisou apresentar um teste negativo para a Covid-19 ou certificado de vacinação ou recuperação. No entanto, desde o dia 1º de julho, nenhum tipo de certificação é obrigatória para ingressar no território português. O governo decidiu retirar as regras para todos os países, tendo como justificativa a melhoria da pandemia no território.

As flexibilizações têm sido graduais. Em abril, o formulário de localização de passageiros deixou de ser obrigatório. Agora, a única regra que permanece é o uso obrigatório de máscaras nos aviões e nos demais transportes públicos.

Com o aumento do fluxo de passageiros registrados continuamente nos últimos meses, viajantes no Aeroporto de Lisboa enfrentaram uma série de problemas, como longas filas na imigração, atrasos e cancelamento de voos. O governo ativou um plano de contingência, com adição de mais agentes e tecnologias para diminuição do tempo de espera na fronteira

Um dos serviços implementados foi a inclusão dos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido no sistema de controle eletrônico, sem a necessidade de passar pela entrevista com um agente do SEF para autorização de entrada. Segundo o governo, a escolha dos países se dá pelo “baixo risco de segurança ao país”. Os passageiros do Brasil continuam precisando passar pelo controle de fronteira com os inspetores de imigração.

Compartilhar