Lisboa: companhias cancelam 65 voos e causam transtornos aos passageiros

Quem chega ao Aeroporto de Lisboa neste sábado (2) encontra diversas filas nos balcões das companhias aéreas, nos corredores e nas zonas de embarque. Passageiros esperam por horas em pé, sentados no chão ou nos carrinhos de malas por informações sobre as viagens. As empresas cancelaram 65 voos hoje: 40 de chegadas e 25 de partidas, segundo a Ana Aeroportos, que administra o local.

A direção do aeroporto justifica a situação por problemas em outros terminais aéreos europeus, mas sem mencionar quais exatamente. Além disso, cancelamentos são registrados desde a sexta-feira (1º) no final da tarde, quando a pista em Lisboa ficou fechada durante mais uma hora, após estrago em um avião privado.

Passageiros ouvidos pelo Agora Europa reclamam da falta de informações sobre os cancelamentos e a incerteza sobre conseguir seguir viagem ainda neste sábado (2). É o caso da fisioterapeuta Gabriela Silvini, que teve dois voos para Recife cancelados em menos de 24 horas:

“O primeiro ontem (1º) à noite, fiquei horas na fila pra conseguir um voucher para o hotel e só consegui porque deram prioridade para quem está com crianças”, relata a passageira com os dois filhos, que acabou de entregar o apartamento em Cascais para ficar um ano no Brasil.

Neste sábado, a viagem, que estava remarcada para 20h, foi novamente cancelada, sem aviso: “Só vi porque entrei no aplicativo da TAP”, explicou a brasileira, que está há horas na fila em busca de um novo voucher para o hotel, sem saber quando poderá embarcar.

Já a brasileira Fabiana Matos, que mora na Itália e fez escala em Lisboa com destino à Recife, teve o mesmo voo cancelado na sexta (1º). Hoje, (2), a imigrante recebeu uma nova passagem, com data para o dia 5 de julho: “Remarcaram sem me avisar, preciso viajar antes, vou perder muitos dias de férias”, lamenta a viajante.

Quem vai para países europeus também enfrenta problemas. Maria Roseli Mello Fontinelli, que aguardavam com expectativa a primeira viagem internacional após a pandemia de Covid-19, não sabe quando vai conseguir embarcar: “Meu voo das 15h30 foi cancelado e não me avisaram, só vi quando fui passar no portão de embarque e apareceu um ‘x’. Agora estou na fila há mais de duas horas pra saber quando vou poder viajar”, conta a turista que tem um roteiro em várias cidades italianas pelos próximos dias.

Aeroporto recomenda que companhias áreas seja contactadas

Na nota enviada ao Agora Europa, a direção do aeroporto recomenda aos passageiros que contactem as companhias aéreas. Por telefone, a TAP informou ao Agora Europa que estava preparando uma nota oficial sobre o caso com mais detalhes.

Ainda segundo o comunicado do aeroporto, foram implementadas medidas de apoio aos viajantes, como a instalação de balcões adicionais para o reagendamento de voos e reforçadas as equipes de apoio. Também foram distribuídas garrafas de água aos passageiros.

A Ana Aeroportos ainda justifica a situação “devido a um conjunto de constrangimentos [problemas] em vários aeroportos europeus”. Em Paris, grupos sindicais realizam paralisações neste final de semana. A Air France informou, em nota, que 10% dos voos de curta distância poderiam ser cancelados. Já os de longa distância estavam programados para ocorrer normalmente.

Atualização 18h45min

Ao Agora Europa, a TAP, reafirmou que a pista fechada na sexta-feira afetou os voos e “divergiram para outros aeroportos”. A empresa destaca que “apesar de muitos voos impactados e do período de alta temporada turística” está fazendo “o melhor para minimizar o impacto desta situação”. A orientação aos clientes é que aguardem uma mensagem da companhia com um novo horário de voo.

Compartilhar