Restaurantes de Berlim começam a exigir teste Covid-19 para vacinados

Começa a vigorar neste sábado (27), em Berlim, as novas regras restritivas para minimizar os efeitos da Covid-19 no país. A medida “2G plus” determina que pessoas vacinadas ou recuperadas devem também apresentar um teste negativo para a doença para ter a entrada permitida em diversos locais de serviços, como restaurantes, bares, cabeleireiros, esportes e danças em salas fechadas, além de eventos culturais na cidade.

De acordo com o anúncio oficial do Senado de Berlim, a regra “2G” (vacinado ou recuperado) também se expande territorialmente para as seguintes categorias, como: comércio varejista, com exceção do serviço básico, pernoites em hotéis e fornecedores de hospedagens, centros de educação de adultos, escolas de música e de condução.

A Alemanha tem adotado diversas normas para controlar o crescente avanço da pandemia durante o período de frio na Europa, quando as taxas de infecção tendem a subir. Na última quarta-feira (24), o país introduziu medidas mais rígidas para uso do transporte público local e de longa distância. A determinação, que segue o modelo ”3G” (vacinado, recuperado ou testado), estabelece que todos os que ainda foram imunizados ou não contraíram coronavírus recentemente, só podem utilizar o serviço depois de apresentarem teste negativo para a doença, que não deve datar de mais de 24 horas.

Ainda segundo o mais recente decreto do governo federal, trabalhadores de instituições públicas e privadas precisam apresentar o certificado de Covid-19 (comprovante de vacinação, recuperação da doença ou teste negativo) como condição para seguir as atividades de forma presencial. Os funcionários que possuem função de escritório, devem ser oferecidos a possibilidade de fazer home office ”o máximo possível”.

Neste sábado (27), a Alemanha reportou o maior número de casos da Covid-19, em apenas 24 horas, desde o início da pandemia. Segundo o Instituto Robert Koch, 67.125 pessoas testaram positivo para a doença de ontem (26) para hoje. O número eleva para 5,7 milhões o total de diagnósticos posivos para a Covid-19 no território germânico. Também nas últimas 24 horas, 303 pessoas morreram em função da doença, que já soma 100.779 no país.

Atualmente, cerca de 86% da população maior de 60 anos já está totalmente vacinada na Alemanha. O grupo etário de 18 a 59 anos conta com 75.3% de vacinados nesta faixa de idade. O país também vacina os adolescentes, de 12 a 17 anos, cuja taxa de imunização total já chega a 45,9%, segundo a plataforma oficial de monitoramento do Governo da Alemanha, chamada “Juntos contra Corona”.

A partir da meia-noite deste domingo (28), voos originários da África do Sul e mais sete países deverão seguir novas regras, conforme normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde alemão na noite de ontem. Sob o temor do ingresso no território germânico da nova variante sul-africana, o governo determinou que as companhias aéreas só poderão transportar cidadãos ou residentes alemães. Todos os viajantes, no entanto, serão forçados a realizar quarentena de duas semanas (14 dias) após a chegada à Alemanha. Os países inseridos na nova lista germânica como áreas de risco, devido à nova variante, são:

  • Botswana
  • Eswatini
  • Lesoto
  • Malawi
  • Moçambique
  • Namíbia
  • Zimbábue
  • África do Sul

Mercados de Natal em Berlim

Diferentemente de outras regiões do país, que cancelaram as tradicionais feiras natalinas em meio à quarta onda de Covid-19, a capital manteve a programação. Desde segunda-feira (22), alguns pontos turísticos da cidade já estão tomados pelo espírito de fim de ano, com luzes e decorações típicas. São os exemplos das praças Alexanderplatz, uma das mais famosas de Berlim e localizada na região central; e da Gendarmenmarkt, conhecida pelo conjunto arquitetônico com salas de concerto e igrejas nos estilos francesa e alemã. A Rotes Rathaus, prefeitura da cidade, também já está com o seu espaço ao ar livre enfeitado. Para usufruir de toda a estrutura, o controle “2G” e uso de máscara são obrigatórios em todas as atrações.

Compartilhar

1 Comment

Não é possível deixar seu comentário no momento.