Portugal suspende voos do Brasil por duas semanas

Decisão vale até 14 de janeiro.
Foto: Divulgação / TAP

Reportagem de Amanda Lima e Daiane Vivatti

O Governo de Portugal anunciou a suspensão de todos os voos de e para o Brasil a partir do dia 29 de janeiro. A medida afeta voos comerciais e privados, de todas as companhias aéreas, e será válida até o dia 14 de fevereiro. De acordo com o comunicado emitido nesta quarta-feira (27), a decisão leva em consideração a atual situação dos casos de Covid-19 no país e também a descoberta de novas variantes do coronavírus.

Durante o período estabelecido, só serão permitidos voos humanitários para o repatriamento de cidadãos portugueses, membros familiares e pessoas com autorização de residência em Portugal. O governo destacou ainda que nos voos de caráter humanitário, podem também embarcar cidadãos nacionais da União Europeia, de Estados associados ao Espaço Schengen e membros das respectivas famílias, bem como nacionais de países terceiros com residência legal num Estado-Membro da União Europeia, exclusivamente para efeitos de repatriamento.

Voos humanitários

Tanto a página do Consulado do Brasil em Lisboa quando a Embaixada do Brasil em Portugal, não dispõem de informações sobre os voos humanitários. A reportagem do Agora Europa entrou em contato com as autoridades brasileiras no território português para perguntar qual o procedimento a ser adotado pelos brasileiros que possuem viagem marcada para o Brasil nos próximos dias.

Teste e quarentena

As regras estabelecidas para voos do Brasil são as mesmas que já haviam sido aplicadas pelo país para voos do Reino Unido. Passageiros que forem repatriados precisarão apresentar, no momento do embarque, o comprovante de um teste PCR negativo para SARS-CoV-2, realizado nas 72 horas anteriores à hora do embarque. Ao chegar em Portugal, o viajante do Brasil será obrigado a cumprir um período de 14 dias de quarentena no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde.

Países europeus fecham fronteiras com o Brasil

Portugal se soma à lista de países que proibiram o tráfego aéreo com o Brasil, como forma de evitar contágios pela nova variante brasileira. O Reino Unido foi o primeiro a adotar a medida, seguido da Itália. No último sábado (23), a Holanda também proibiu todos os voos do território brasileiro. No dia seguinte, a Áustria anunciou a mesma medida.

A Irlanda, que já havia imposto quarentena aos passageiros oriundos do Brasil, reforçou as restrições ontem (26). O primeiro-ministro da Irlanda, Michél Martin, determinou que todos os viajantes deverão fazer uma quarentena obrigatória de 14 dias em um hotel, além de suspender os vistos de turistas.

Leia mais:
– Trem de alta velocidade irá viajar de Lisboa a Madri em menos de três horas
 Multa por sair de casa sem necessidade pode chegar a mil euros em Portugal
 Marcelo Rebelo de Sousa é reeleito presidente de Portugal

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *