Covid-19: Espanha vai doar 15 milhões de vacinas a países íbero-americanos

Espanha vai doar 15 milhões de vacinas quando o país alcançar 70% da população imunizada. Foto: Canva

A Espanha vai doar 15 milhões de vacinas contra Covid-19 para os países íbero-americanos quando o país alcançar 70% da população imunizada contra o coronavírus. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (2) pelo presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, durante o evento virtual “One World Protected”, organizado pelo governo japonês e pela Gavi COVAX Advance Market Commitment (AMC), instituição responsável pela aquisição e entrega de vacinas em escala.

Com a doação, a Espanha eleva o número de doses ofertadas a países de fora da União Europeia para 22,5 milhões neste ano. Além da doação das vacinas aos territórios íbero-americanos (incluindo o Brasil), o governo espanhol também prometeu um auxílio adicional de 50 milhões de euros ao Gavi.

“Meu governo viu claramente desde o início da crise que só estaremos a salvo do vírus quando todos no planeta estiverem seguros. Temos o orgulho de comprometer mais 15 milhões de vacinas por meio da COVAX e de fornecer mais 50 milhões de euros para contribuir com o esforço internacional de combate à COVID-19 ”, declarou Sánchez.

Quantidade arrecadada

Ao todo, a cúpula Gavi #COVAX AMC arrecadou 2,4 bilhões de dólares de quase 40 governos, setor privado e fundações, totalizando 9,6 bilhões de dólares que serão destinados para compra de vacinas contra a Covid-19.

O financiamento internacional vai permitir que a COVAX AMC entregue 1,8 bilhão de doses totalmente subsidiadas para economias de baixa renda em 2021 e no início de 2022. A quantidade é suficiente para proteger quase 30% da população adulta em países de terceiro mundo. ”Os fundos arrecadados também apoiarão a COVAX para diversificar seu portfólio de vacinas em tempos de incerteza no fornecimento e surgimento de novas variantes e para planejar os cenários e a estratégia para as necessidades de saúde pública em 2022 e além”, diz o documento publicado nesta quarta-feira (02), na página oficial da GAVI – The Vaccine Alliance.

“Quero agradecer ao primeiro-ministro Suga e ao povo japonês por sua liderança em ajudar a impulsionar a resposta global ao COVID-19”, disse José Manuel Barroso, presidente do Conselho de Gavi. “COVAX é a maior e mais complexa distribuição multilateral de vacinas já realizada e a solução destinada a garantir que as pessoas em maior risco, em todos os lugares, estejam protegidas do vírus”, acrescentou o líder.

Junto com as promessas financeiras, as primeiras doações de compartilhamento de doses foram anunciadas pela Espanha, Bélgica, Dinamarca, Japão e Suécia, aumentando o fornecimento, a curto prazo, de mais de 54 milhões de doses de vacinas. 

A cúpula também foi uma oportunidade para os líderes refletirem sobre os desafios, sucessos e lições aprendidas durante a pandemia, já que o Gavi COVAX AMC completa um ano desde seu lançamento; e reforçar a segurança da saúde global para o futuro.

“Acabar com a pandemia Covid-19 é o desafio mais urgente de nosso tempo – e ninguém ganha a corrida até que todos ganhem”, disse Seth Berkley, CEO da Gavi. “Hoje, ao olharmos para trás em um ano de COVAX, vimos que os líderes globais reconhecem claramente a necessidade de acesso equitativo e apoiam o princípio de que a capacidade de pagamento não deve determinar se alguém está protegido contra esse vírus”, completou ele.

Resultados do Gavi COVAX AMC

No evento desta quarta-feira (2), vários governos anunciaram novas doações financeiras, somando US$ 2,4 bilhões, ainda em 2021:

  • EUR 50milhões da Espanha
  • US$ 800 milhões do Japão
  • AU$ 50 milhões da Austrália
  • EUR 2,6 milhões da Áustria
  • CAD 220 milhões do Canadá
  • EUR 70mil da Estônia
  • EUR 10 milhões da Finlândia
  • EUR 100 milhões da França
  • ISK 500 milhões da Islândia
  • US$ 40 milhões do Kuwait
  • CHF 100mil de Lichtenstein
  • EUR 1 milhão de Luxemburgo
  • EUR 40.000 de Malta
  • US$ 2.500 das Maurícias
  • US$ 250.000 do México
  • US$ 1 milhão de Omã
  • EUR 750.000 da Polônia
  • US $ 1 milhão das Filipinas
  • CHF 125 milhões da Suíça
  • US$ 500.000 do Vietnã

Além disso, as comunidades autônomas da Espanha (País Basco, Catalunha e Extremadura) prometeram, coletivamente, quase um milhão de euros ao Gavi COVAX AMC.

Quanto ao compartilhamento de vacinas, o total de doses doadas totaliza 54 milhões, que serão entregues para países de baixa renda:

  • 30 milhões de doses de vacinas produzidas no Japão para as instalações da COVAX, outros países e economias
  • 4 milhões de doses de vacina doadas pela Bélgica para as instalações da COVAX
  • 3 milhões de doses de vacina doadas pela Dinamarca principalmente para as instalações da COVAX
  • 15 milhões de doses de vacina doadas pela Espanha para a Instalação COVAX (além dos 7,5 milhões prometidos anteriormente)
  • 2 milhões de doses de vacina doadas pela Suécia para a Instalação COVAX (além do 1 milhão prometido anteriormente)

Segundo informações da Gavi, a primeira entrega internacional de doses de vacinas Covid-19 apoiadas pela COVAX chegou a Gana (África) no dia 24 de fevereiro. Até hoje, mais de 77 milhões de doses foram enviadas para 127 países, em seis continentes. As doses compartilhadas pelos países serão usadas para compensar a interrupção do fornecimento de curto prazo da COVAX, que deve durar até o terceiro trimestre de 2021.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, comemorou a doação. “Para acelerar a vacinação segura e eficaz em todos os lugares, todos nós precisamos intensificar os esforços. Esta é a única maneira de sair da crise atual e prevenir uma nova pandemia. A Team Europe está a investir na COVAX, tanto financeiramente como através da partilha de vacinas. Porque acreditamos que esta é a melhor forma de garantir o acesso universal, justo e acessível às vacinas COVID19. Nosso objetivo comum é não deixar ninguém para trás. A UE, juntamente com o Banco Europeu de Investimento, irá reorientar 300 milhões de euros para a COVAX. Esta é a contribuição da Team Europe para o esquema de financiamento rápido de compartilhamento de custos da AVATT-COVAX. Este esquema ajudará na compra de vacinas na África. E vai fomentar as ligações entre a COVAX e a União Africana ”, disse a líder europeia.

Uma das prioridades em todo o mundo é acelerar o ritmo de vacinação contra a Covid-19 para evitar o surgimento de novas variantes e o aumento do número de contágios. Mas, mesmo com financiamento coletivo, os países mais pobres não dispõem de todos os recursos necessários para avançar na luta contra a Covid-19. Por isso, o Gavi COVAX busca apoio internacional.

Leia também
Covid-19: Portugal vai vacinar em agosto pessoas com mais de 20 anos
Irlanda retoma análise de pedidos de visto prévio para estudantes
Recuperados da Covid-19 poderão viajar por seis meses na União Europeia 

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.