Portugal renova suspensão dos voos com o Brasil até 15 de abril

Só estão autorizados a entrarem no país os brasileiros com residência ou cidadania europeia.
Foto: SEF / Divulgação


Portugal renovou, pela quinta vez, a proibição dos voos comerciais com o Brasil. A suspensão vai até às 23h59min do dia 15 de abril de 2021. A informação foi publicada em Diário da República na manhã desta segunda-feira (29). De acordo com o documento oficial, se mantém “a necessidade de prorrogação das medidas restritivas do tráfego aéreo, devidamente alinhadas com as preocupações de saúde pública que se mantêm presentemente”.

Neste período, serão permitidos somente voos de repatriamento ou humanitários, no qual só estão autorizados a embarcar os brasileiros residentes legalmente em território português ou cidadãos europeus e cônjuges. Até o momento, as três empresas que operam o trajeto, TAP, Azul e Latam, já realizaram voos de repatriamento, mas conforme o Agora Europa apurou, ainda existem passageiros que não conseguiram sair de Portugal ou que não conseguiram retornar ao país desde o início da medida, no final de janeiro.

A companhia Azul terá um voo que sai do Brasil com destino a Lisboa nesta segunda-feira (29). Os bilhetes esgotaram rapidamente. O Agora Europa já entrou em contato com a empresa para saber se existe a previsão de novos voos, no entanto, ainda não recebeu retorno.

Isolamento obrigatório

Os cidadãos autorizados a voltar que utilizarem rotas alternativas, como Suíça e França, são obrigados a cumprir isolamento de 14 dias na chegada a Portugal. A mesma regra vale para aqueles que retornam em voos especiais. Também é obrigatória, para todos os viajantes, a apresentação de teste PCR negativo realizado com até 72 horas de antecedência do voo. O descumprimento da regra pode resultar em crime de desobediência e multas. As mesmas medidas de suspensão do tráfego aéreo valem para o Reino Unido e África do Sul.

O documento ainda prevê medidas de isolamento para passageiros de países europeus. Nas regiões em que a incidência de casos de Covid-19 seja igual ou superior a 500 casos por 100 mil habitantes, só estão autorizadas as viagens essenciais, além de ser obrigatória a quarentena de 14 dias. Estão na lista: Bulgária, República Tcheca, Chipre, Eslovênia, Estônia, França, Hungria, Itália, Malta, Polônia e Suécia.

Nos países em que a taxa é de 150 casos de Covid-19 para cada 100 mil habitantes, não há necessidade de isolamento, mas ainda assim só podem entrar no país os cidadãos com motivos essenciais de viagem. Nesta lista de países constam: Alemanha, Áustria, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Finlândia, Grécia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Romênia e Suíça.

Leia mais:
– Espanha prorroga restrições para viajantes do Brasil
 Europa avança para aplicar sistema online de pré-autorização de viagem em 2022
 União Europeia exclui de “passe livre” vacinados residentes no Brasil

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *