França vai debitar pensão alimentícia da conta bancária de pais devedores


Na tentativa de resolver o problema de pais que não pagam pensão aos filhos, a França anunciou nesta semana um novo sistema de pagamento. As mães poderão solicitar um apoio ao governo, que atuará como um “intermediário” e pagará 116 euros por mês. Caso o pai não pague a pensão, as autoridades francesas terão o poder de sacar o valor diretamente da conta do responsável. O valor médio do benefício é de 170 euros mensais no país.

A medida foi anunciada através do Twitter pelo presidente Emmanuel Macron, que definiu a situação como “insuportável” para milhares de mães solteiras no país. Nas respostas da publicação na rede social, dezenas de mulheres contaram suas histórias de dificuldade e agradeceram ao presidente pela iniciativa.

Conforme dados do governo, aproximadamente 300 mil famílias francesas vivem insegurança financeira pelo atraso ou falta de pagamento da pensão. Além da segurança em receber o valor, o site do Serviço de Manutenção Pública aponta outro benefício do novo serviço: “Previne e evita tensões ou conflitos com seu ex-cônjuge e assim facilita a educação e o desenvolvimento de seus filhos”, escrevem.

A solicitação do apoio também pode ser feita por homens que cuidam sozinhos das crianças. Não é necessário que exista uma aprovação por parte do ex-parceiro ou parceira para pedir o benefício. Casais que ainda estão em processo de separação também estão incluídos no serviço. A participação no programa pode ser solicitada no site.

Esta não é a primeira medida social para criação dos filhos na França. Em setembro, o presidente anunciou o aumento da licença paternidade de 14 para 28 dias. Os três primeiros são remunerados pela empresa e os demais pelo governo, através da segurança social.

Leia mais:
– Série especial destaca violência contra mulheres imigrantes na Europa
– França prorroga programa de apoio a trabalhadores até 2021
– Agressor mata três policiais em caso de violência doméstica na França

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.