Portugal vai investir seis bilhões de euros no setor turístico

Governo quer que Portugal esteja no topo de preferência dos turistas. Foto: Canva


Considerado atualmente um dos destinos mais seguros da Europa, Portugal irá investir cerca de seis bilhões de euros no setor de turismo, nos próximos anos. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (21) pelo governo português.

O plano, chamado de “Reativar Turismo, Construir Futuro”, prevê a destinação de metade desse recurso às empresas que atuam na área e que foram prejudicadas pela pandemia de Covid-19: “A prioridade passa por apoiar as empresas através de medidas que preservem o seu potencial produtivo e o emprego no setor”, explicou Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, que apresentou o plano.

Dos seis bilhões de euros anunciados, cerca de três milhões serão utilizados para apoiar as empresas e para evitar o desemprego. Outra parte do recurso poderá ser utilizada para que os empresários tenham acesso a linhas de crédito para investimentos.

Portugal no cenário internacional

A iniciativa apresentada ainda prevê investir em campanhas publicitárias dentro e fora do país como forma de estimular a visita de turistas durante todo o ano. Conforme o ministro Vieira, atualmente, dois terços dos passageiros visitam o país somente na alta temporada, no verão.

Ainda segundo Pedro, existe a preocupação com as questões sanitárias. Por isso, será lançado um programa chamado “Seamless Travel” composto por diversas iniciativas com objetivo de tornar “a experiência de quem nos visita ainda mais fluida a nível de circulação, pagamentos, informação e conhecimento”, destaca o documento oficial.

Ainda conforme Siza, o objetivo é que Portugal “esteja no topo das preferências dos visitantes”. Outra ação do plano é a de reforçar a parceria com empresas aéreas, uma vez que 80% dos visitantes chegam ao país de avião:

“Importa dar continuidade à política de reforço das acessibilidades aéreas internacionais junto dos aeroportos com dimensão internacional, promovendo uma maior diversificação de mercados emissores e de parceiros”, pontua o plano. A meta estipulada pelo governo é de ter 80 milhões de dormidas e gerar uma receita de 27 bilhões de euros até 2027.

Turistas brasileiros

Em relação aos turistas brasileiros, o ministro ressaltou, sem muitos detalhes, que serão seguidas as recomendações do Conselho Europeu. Nesta quinta-feira (20) os países do bloco foram autorizados a aceitarem passageiros totalmente vacinados.

No entanto, as regras em Portugal ainda permanecem as mesmas. No caso de viajantes que embarcam no Brasil, somente são aceitos aqueles que tenham motivo essencial de viagem. As atualizações, que ocorrem quinzenalmente, serão anunciadas no final da próxima semana.

Leia mais:
Praias: Portugal impõe multas de até mil euros para quem descumprir regras
Portugal reabre fronteiras do turismo para mais de 25 países europeus
Final da Liga dos Campeões é transferida para Portugal

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.