Portugal atinge menor taxa de contágio por Covid-19 da Europa

Portugal está em lockdown desde 15 de janeiro.
Foto: @Reznodr


A taxa de contágio por Covid-19 de Portugal é a menor da Europa atualmente, segundo dados divulgados recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A taxa média de transmissão no território luso está em 0,65, menor índice desde o início da pandemia no país. O número foi apresentada hoje (22) pelo epidemiologista Baltazar Nunes, em reunião com especialistas da área da saúde e membros do Governo português.

Conforme os dados apresentados no encontro, a incidência de infecções caiu quase pela metade em pouco mais de um mês. O número estava em 960 casos por cem mil habitantes em janeiro e passou para 480 casos na semana passada. Os especialistas sublinharam que, em algumas regiões, o valor é ainda mais baixo, com 240 casos para cada grupo de cem mil habitantes.

Além destes índices, Portugal registrou, nesta segunda-feira, o menor número de diagnósticos positivos dos últimos cinco meses, com 549 casos em 24 horas. Os especialistas em saúde destacaram, no encontro, que a mudança no cenário se dá pelo lockdown iniciado em 15 de janeiro e o fechamento das escolas na semana seguinte.

No entanto, apesar dos dados positivos, ainda existem preocupações. Uma delas diz respeito à taxa de ocupação nos hospitais, que ainda é alta. Atualmente, estão internadas 3.322 pessoas, sendo que 627 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Os médicos alertam que é preciso chegar a menos de 300 doentes em cuidados intensivos e outros 300 pacientes com menor gravidade. Conforme apresentado no encontro, será possível atingir esse índice no final de março, desde que o confinamento seja mantido.

Outra preocupação diz respeito às novas variantes do vírus. Atualmente, 48% do total de casos de Covid-19 em território português são da estirpe do Reino Unido.

O país também já possui registro da variante brasileira, com sete casos confirmados pelo Instituto Ricardo Jorge na noite de domingo (21): “Temos que ter medidas combinadas por causa das novas variantes”, ressaltou Marta Temido, ministra da Saúde.

Como forma de prevenir a estirpe brasileira, o tráfego aéreo com o Brasil está fechado desde o fim de janeiro. A restrição vai até 1° de março e ainda não há informação se será prorrogada novamente.

Ministra apela ao confinamento

A ministra destacou que os atuais números “resultam de um esforço”. Porém, explanou preocupação com o incumprimento das medidas em vigor: “Se este esforço se inverter, voltaremos a atingir números de incidência que não são compatíveis com o que precisamos garantir”, alertou Marta.

Temido afirmou que apesar de o cenário de desconfinamento ser discutido, acredita que “este ainda não é o momento”. No entanto, sinalizou que a flexibilização das medidas deverá começar pelas escolas, que foram fechadas uma semana após o início do lockdown em Portugal.

Após a reunião com os especialistas hoje, o presidente do país, Marcelo Rebelo de Sousa, ouve os representantes de partidos amanhã (23), antes de enviar ao Parlamento a renovação do estado de emergência. A votação já está marcada para quinta-feira (25), mesma data em que o Conselho de Ministros se reúne para decidir possíveis alterações nas atuais restrições em vigor.

Veja todos os dados oficiais, em tempo real, da pandemia em Portugal

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *