Pandemia: aprovada a renovação do estado de emergência em Portugal


O Parlamento português aprovou nesta sexta-feira (20) a renovação do estado de emergência no país. Votaram favoravelmente o Partido Socialista (PS), o Partido Social Democrata (PSD) e a deputada Cristina Rodrigues. O pedido foi enviado pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que argumentou, em carta, sobre a necessidade de continuar com as restrições para conter a pandemia de Covid-19.

O documento com o pedido de prorrogação à assembleia foi redigida pelo presidente após ouvir especialistas da saúde, que explanaram sobre a situação em Portugal. No encontro, peritos informaram que dezembro será um período crítico, quando o número diário de mortes pela doença poderá chegar aos 100 e os casos podem passar dos sete mil em 24 horas.

Nesta quinta (19) o país teve 6.994 diagnósticos positivos da doença e 69 óbitos. Marcelo escreveu que os números são “muito inquietantes” e que colocam “enorme pressão no Sistema Nacional de Saúde”. Atualmente, estão hospitalizadas 3.017 pessoas, sendo 458 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Leia mais
– Após frear curva da pandemia, Catalunha reabre restaurantes
 Irlanda reduz casos de Covid-19 e sai da “zona vermelha” da União Europeia
 Covid-19: Bélgica derruba pela metade taxa de infecções após lockdown

O novo estado de emergência vai até 8 de dezembro de 2020. O próximo passo é a reunião do Conselho de Ministros para decidir quais as regras que permanecem ou se há alguma nova medida que entrará em vigor. O anúncio será feito neste sábado (21).

Mesmo assim, o documento aprovado já contém restrições que podem ser tomadas. Por exemplo, está permitido continuar com o impedimento de circulação em alguns períodos do dia ou da semana, bem como prevê a internação compulsória de pessoas infectadas que não respeitem o isolamento domiciliar.

Assim como fez nos períodos de emergência anteriores, Marcelo fará pronunciamento pela televisão, marcado para às 20h desta sexta-feira. Neste fim de semana, permanece o toque de recolher entre às 13h de sábado às 5h de domingo e 13h de domingo às 5h de segunda-feira (23). Todo o comércio não essencial estará fechado neste período.  

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.