Irlanda corre risco de voltar à segunda fase de reabertura, alerta especialista

Pessoas em viagens internacionais ainda devem ficar em quarentena por 14 dias. Foto: Lei Jiang

O aumento de casos de Covid-19 pode levar a Irlanda a retornar para a segunda fase de reabertura do país. Em entrevista dada à rádio RTÉ, o diretor do Laboratório Nacional de Referência de Vírus, Cillian De Gascun, afirmou que a mudança pode ocorrer caso volte a ultrapassar mais de cem novos casos diários. O país chegou a 32 novos casos diários no início da semana.

“Se houver disseminação da transmissão do vírus pela comunidade, ele entrará nas escolas, em instalações de instituições de saúde e em lares de idosos – mas se pudermos eliminá-lo na comunidade, é assim que protegeremos todos”, explicou.

Leia mais:
– UE mantém Brasil de fora em nova da lista de acesso à Europa
– Irlanda adia reabertura de pubs e obriga uso de máscaras em shoppings

De Gascun também apontou para a importância de  que o país continue fazendo testes em qualquer circunstância que possa colocar os demais em risco, para que seja possível rastrear o vírus.

Medidas tomadas durante a quarentena também seguem sendo recomendadas, como os cuidados em locais com aglomerações, onde a capacidade de contágio do vírus (denominado número R) é maior do que em outras circunstâncias.

O governo segue exigindo que pessoas que façam viagens internacionais cumpram a quarentena de 14 dias quando retornarem ao país. A última fase que ocorreria na próxima segunda-feira, 20, foi adiada para 10 de agosto, mantendo academias e pubs fechados, além de limitar o número de pessoas permitidas em locais fechados.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.