Espanha prorroga restrições para viajantes do Brasil

Os brasileiros estão impedidos de entrar na Espanha via aérea até 13 de abril.  Foto: Canva

O governo espanhol decidiu prorrogar as restrições para entrada de brasileiros no país até 13 de abril. É a quarta vez consecutiva que a medida é tomada para evitar contágios de coronavírus e conter a propagação das novas variantes de Covid-19. A mesma restrição vale para voos vindos da África do Sul. A nova regra passa a valer a partir das 18 horas do dia 30 de março até as 23h59 do dia 13 de abril.

Dos voos vindos do Brasil, só poderão entrar na Espanha cidadãos espanhóis ou andorranos, assim como residentes em ambos os países. Além de passageiros em trânsito internacional para outros países que não são da Zona Schengen; desde que a conexão não ultrapasse 24 horas. No entanto, esses viajantes não podem sair da zona de trânsito de um dos aeroportos espanhóis.

As restrições não afetam os profissionais que realizam as atividades de transporte aéreo. Também ficam isentos os voos de aeronaves de Estado, serviços de busca e salvamento, e voos com escala em território espanhol para fins não comerciais que tenham como destino final outro país. Além de voos exclusivos de carga, humanitários, médicos ou de emergência.

Quarentena obrigatória

Também foi prorrogada, até 4 de abril, a exigência de quarentena obrigatória de 10 dias na chegada à Espanha, para passageiros vindos de voos procedentes de 12 países: Brasil, África do Sul, Botswana, Comores, Gana, Quênia, Moçambique, Tanzânia, Zâmbia, Zimbábue, Peru, Colômbia.

O período de quarentena obrigatório pode ser reduzido para sete dias se, após uma semana, os viajantes apresentarem teste PCR negativo de coronavírus ou de antígenos. O isolamento poderá ser realizado em casa ou em uma acomodação escolhida pelo viajante, que não deve permitir o acesso a terceiros. E as saídas devem ser limitadas apenas para compra de alimentos ou ida a farmácias e centros de saúde.

Demais restrições nos aeroportos 

As exigências para as demais nacionalidades entrarem na Espanha, via aérea, seguem as mesmas:

  • apresentação de um teste PCR negativo de Covid-19, realizado 72 horas antes de entrar no país;
  • e em alguns aeroportos espanhóis, como o de Madri, realização de testes de antígenos na chegada à capital.

Números de contágios permanecem estáveis

A incidência acumulada de casos de coronavírus na Espanha, nos últimos 14 dias, teve um leve aumento: está em 132 casos por cada 100 mil habitantes. Ainda há comunidades e cidades autônomas, como Madri, Ceuta e Mellilla com taxas mais altas de contágio, que preocupam as autoridades. Madri apresenta 228 casos por cada 100 mil habitantes. Já Ceuta e Melilla, 253 casos e 511 casos, respectivamente.

Por isso, durante o feriado de Páscoa que inicia nesta sexta-feira (26) em todo o país até 9 de abril, permanecem em vigor algumas restrições que são obrigatórias para todo o território nacional. Mas cada comunidade autônoma pode ampliar as medidas, se considerar necessário.

Entre elas, estão:

  • fechamento perimetral de todas as comunidades autônomas, ou seja, ninguém pode viajar dentro do País;
  • limitação de público em espaços públicos e privados ( quatro pessoas em lugares fechados e seis pessoas em lugares abertos);
  • toque de recolher entre 23 horas e 6 horas.

Seis milhões de vacinas aplicadas

A ministra da Saúde, Carolina Darias pretende intensificar o ritmo de vacinação na Espanha com a chegada de novos lotes de imunizantes. Segundo ela, está previsto para abril, 4,8 milhões de doses da Pfizer, mais 2 milhões da AstraZeneca, e 700 mil da Moderna. E virão, pela primeira vez,  300 mil doses da Jansen.

Darias também anunciou que as comunidades autônomas devem aumentar o número de doses aplicadas por dia. A média, em fevereiro, foi de 450 mil pessoas vacinadas por semana. Neste mês de março, este número aumentou para quase um milhão. A meta defendida pela ministra é de vacinar 70% da população até o verão.

Até esta quarta-feira (24), mais de 6,6 milhões de pessoas já foram vacinadas na Espanha. Dessas, 2,273 receberam a segunda dose de um dos imunizantes que vem sendo aplicados no país.

Leia também
Portugal prolonga suspensão de voos com o Brasil até o final de março
– Azul confirma voo especial entre Brasil e Portugal para o final do mês

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.