Brexit: UE avalia como improvável acordo comercial com Reino Unido

Chefe das negociações pela União Europeia disse que acordo está longe de acontecer. (Foto: Divulgação Twitter/Michel Barnier)


Terminou sem acordo mais uma rodada de negociações para tratar da relação comercial entre o Reino Unido e a União Europeia no período pós-Brexit. A expectativa é que um acordo seja firmado até a data limite, 31 de dezembro de 2020, mas as divergências entre os dois blocos apontam para um caminho sem consenso.

O negociador-chefe da União Europeia, Michel Barnier, reconheceu em um comunicado que um acordo comercial neste momento é improvável. Segundo ele, a falta de comprometimento do Reino Unido com condições de concorrência aberta e justa, assim como o posicionamento sobre pesca, um dos temas mais sensíveis das discussões, diminuem as chances de um compromisso entre os dois lados.

Os líderes representantes da União Europeia e do Reino Unido retomaram as negociações nesta semana, em Londres, na Inglaterra, mas poucos avanços foram feitos. As novas regras a serem estabelecidas passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2021, quando o Brexit será oficialmente implantado.

Em 31 de janeiro de 2020, quando o Reino Unido deixou oficialmente a União Europeia, e o Brexit foi formalizado, iniciou-se um período de transição de 11 meses para que as adaptações sobre os acordos comerciais e migratórios fossem formatados.

O negociador-chefe do Reino Unido, David Frost, declarou também que existem “lacunas consideráveis” ​​para um consenso, mas ele se mostrou otimista sobre um acordo acontecer em setembro.

Leia também
 Portugal: mudança na lei facilita acesso à nacionalidade para imigrantes
Governo britânico anuncia 3 bilhões de libras para reforço ao sistema de saúde
Reino Unido flexibiliza lockdown em busca de uma possível normalidade até o Natal

Entre os temas que tiveram avanços estão cooperação policial, transporte e energia e o judiciário. Apesar disso, ainda existem questões a serem discutidos nesses temas.

Os líderes devem se reunir novamente na próxima semana, em Londres, para discussões informais. Depois disso, uma nova rodada oficial de negociações devem ocorrer a partir de 17 de agosto, em Bruxelas.

O Brexit foi aprovado em um referendo realizado em 2016 quando a maioria (52%) dos votantes foi favorável à retirada do Reino Unido da União Europeia e a minoria (48%) contrariou a quebra da aliança.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.