Azul confirma segundo voo especial entre Brasil e Portugal


Um novo voo extraordinário entre Brasil e Portugal foi autorizado pelo Governo português nesta quarta-feira (31). A Azul Linhas Aéreas será responsável pela operação, que irá transportar passageiros de ambos os países em abril. Será a segunda vez que a companhia brasileira disponibiliza viagens extraordinárias desde a suspensão dos voos entre Brasil e Portugal.

Conforme comunicado oficial das Embaixadas, o avião irá partir do Aeroporto Viracopos, em São Paulo, no dia 14 de abril. A passagem já está à venda no site empresa, no valor de 395,57 euros na classe econômica e 860,98 euros na classe executiva.

A compra do bilhete pode ser feita pelo site da Azul ou através dos telefones 0800 887 1118 para quem está no Brasil e 4003 3255 no caso de passageiros no exterior. A viagem é exclusiva para cidadãos portugueses ou europeus, além de brasileiros com residência legal em Portugal.

É obrigatória apresentação do teste PCR negativo na hora do embarque, além da realização de quarentena de 14 dias na chegada ao território português.

O avião retorna ao Brasil no dia seguinte, 15 de abril, com saída do Aeroporto de Lisboa. A passagem custa 438,70 euros na classe econômica e 558,70 euros na classe executiva. Para assegurar o bilhete, o procedimento é mesmo: pelo site ou canais telefônicos da Azul Linhas Aéreas. As exigências são a apresentação do teste PCR negativo e do formulário da Anvisa devidamente preenchido.

Operações de repatriamento

Esta é a segunda operação de repatriamento anunciada pelas autoridades dos dois países nesta semana. Na terça-feira (30), a TAP confirmou um voo de ida e volta nos dias 8 e 9 de abril.

O Agora Europa também apurou que a empresa Latam pediu ao Governo de Portugal, nesta quarta-feira (30), uma autorização para realizar três voos durante o mês de abril, em um total de seis viagens entre os dois países.  Ainda de acordo com o documento, a companhia já possui cerca de 1.365 passageiros que manifestaram interesse em viajar para Portugal, além de outros 561 viajantes que estão em território português e desejam voltar ao Brasil.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, mais de 700 brasileiros já retornaram ao país por voos extraordinários desde a suspensão das viagens em janeiro. Diferente do Governo luso, que custeia o retorno dos passageiros em voos da TAP, todos viajantes que saíram de Portugal em direção ao Brasil pagaram pelas passagens, com preços que variam dos 395 aos dois mil euros.

A proibição dos voos diretos, com exceção daqueles com caráter humanitário, já completa mais de dois meses. A medida segue até 15 de abril, com possibilidade de ser renovada, como forma de prevenir as novas variantes da Covid-19.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *