Toque de recolher atinge 40% dos municípios em Portugal

As medidas de restrição mais rígidas para conter a pandemia de Covid-19 em Portugal já atingem 40% dos municípios localizados no território continental. Nesta sexta-feira (23), mais 26 cidades portugueses entraram para a lista de risco elevado ou muito elevado de contaminação por coronavírus. No total, 116 dos 278 municípios do país estão sob rigorosas medidas restritivas.

Assim, fica obrigatório o toque de recolher entre as 23h e às 6h nestas localidades. Além disso, quem deseja frequentar a área interna de restaurantes no final de semana precisa apresentar um certificado de vacinação ou teste com resultado negativo para Covid-19.

Outras 29 cidades portuguesas entraram em alerta, o que significa que, se o número de casos de coronavírus continuar aumentando, as localidades podem ser submetidas às mesmas regras a partir da próxima semana. A lista foi atualizada após a reunião do Conselho de Ministros de quinta-feira (22).

Apesar do aumento de localidades com restrições, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, avalia que “a pandemia está a ser controlada”, explicando que o ritmo de transmissão da doença “tem vindo a diminuir”, porém sem detalhar os números. O governo irá ouvir especialistas em saúde na próxima terça-feira (27), antes de decidir mudanças nas medidas adotadas no momento.

As autoridades já anteciparam que está previsto um alívio nas restrições, mas ainda sem uma data confirmada: “Portugal está a aproximar-se do momento em que grande parte da população terá a vacinação completa e que, a partir daí, deverá haver uma mudança de políticas”, ressalta o comunicado do governo.

O país caminha para ter 50% da população totalmente imunizada nas próximas semanas. Atualmente, 44% dos residentes em Portugal foram imunizados com as duas doses, enquanto 65% recebeu a primeira. Já foram administradas mais de 10 milhões de vacinas, com uma média de 120 mil imunizantes aplicados diariamente, anunciou a ministra da Saúde, Marta Temido.

O cadastro de vacinação segue aberto para jovens acima dos 23 anos. As pessoas com mais de 35 anos não precisam de agendamento e podem se dirigir aos centros de vacinação da modalidade “Casa Aberta” para serem imunizados.

Confira a lista de municípios sob restrições (em negrito, os locais adicionados à lista nesta sexta-feira):

Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcochete, Alenquer, Aljustrel, Almada, Amadora, Arraiolos, Aveiro, Azambuja, Barreiro, Batalha, Benavente, Cascais, Espinho, Faro, Gondomar, Ílhavo, Lagoa, Lagos, Lisboa, Loulé, Loures, Lourinhã, Lousada, Mafra, Maia, Matosinhos, Mira, Moita, Montijo, Nazaré, Odivelas, Oeiras, Olhão, Oliveira do Bairro, Palmela, Paredes, Pedrógão Grande, Peniche, Portimão, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, São Brás de Alportel, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Tavira, Vagos, Valongo, Vila do Bispo, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia, Vila Real de Santo António e Viseu.

Águeda, Alcobaça, Alcoutim, Amarante, Anadia, Arruda dos Vinhos, Avis, Barcelos, Bombarral, Braga, Cadaval, Caldas da Rainha, Cantanhede, Cartaxo, Castelo de Paiva, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância, Elvas, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Figueira da Foz, Guarda, Guimarães, Leiria, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Novo, Montemor-o-Velho, Murtosa, Óbidos, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes de Coura, Penafiel, Porto de Mós, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santa Maria da Feira, Santarém, Santiago do Cacém, São João da Madeira, Serpa, Torres Vedras, Trofa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela.

Compartilhar