Saiba tudo sobre o primeiro dia do Rock in Rio Lisboa

A primeira noite do Rock in Rio Lisboa traz a maior participação de artistas do estilo musical que dá nome ao festival. O show de abertura realizado no palco principal do evento, por volta das cinco horas da tarde, foi da banda de rock portuguesa Xutos e Pontapés.

Pouco antes do início do show, toda área no entorno do Palco Mundo já estava lotada pelo público, que foi contagiado da primeira até a última música. O grupo é um dos mais antigos do rock em atividade em Portugal. O público cantou junto com os artistas os sucessos como “Ai se ele cai” e “Pra ti Maria”.

O segundo concerto no Palco Mundo foi do artista britânico Liam Gallagher, ex-vocalista da banda Oasis. O músico tocou sucessos da carreira solo, como “Wall of Glass”, mas também agradou aos fãs da banda com clássicos como “Slide Away” e “Wonderwall”. E foi o show de Liam que levou o brasileiro Alan Matos, de Belém do Pará, a participar do evento.

“Eu escolhi o primeiro dia por ser dedicado ao rock, estilo musical que mais gosto”, conta Alan. O paraense mora em Braga há seis anos e está participando do Rock in Rio pela primeira vez acompanhado do amigo Marcelo Vieira, de férias em Portugal. “Eu marquei a viagem no início do ano já prevendo o Rock in Rio”, revela Marcelo, que é um grande fã do festival e já participou do evento três vezes no Brasil.

A dupla aprovou o show de Liam, e enfatizou que ele estava acompanhado de uma ótima banda. Foto: Amanda Lima / Agora Europa

A noite seguiu ao som de rock, com o show da banda americana The National que teve duração de 1h15min. Com uma apresentação repleta de instrumentalidade, os artistas emocionaram o público ao som de músicas como “Don’t Swallow The Cap” e “About Today”.

Para fechar a primeira noite do festival, com show o mais longo – 1h30min, Muse fez o público pular do início ao fim, mesmo com a chuva que começou a cair na metade da apresentação. Com diversos efeitos especiais, “Hysteria”, “Pressure” e “Uprising” foram algumas das músicas do setlist dos britânicos, que subiram no Palco Mundo do festival pela quarta vez.

Para o brasileiro Lucas Dias, Muse foi o melhor concerto da noite: “Eu gosto de todas as bandas que tocaram hoje, mas com certeza o show deles foi o melhor”, relatou o imigrante, que mora em Lisboa há quatro anos e estava esperando o Rock in Rio desde 2020. “Comprei o ingresso esperando por Foo Fighters, claro que seria melhor com eles, mas foi tudo muito bom”, completa Lucas.

Nos outros palcos, as apresentações contaram com vários estilos musicais. Neste primeiro dia, a banda brasileira Jovem Dionísio, que canta o sucesso do momento “Acorda Pedrinho”, se apresentou no espaço Digital Stage. A área reúne influenciadores digitais, youtubers e cantores.

O Rock in Rio continua neste domingo (18), novamente com abertura dos portões ao meio-dia. A noite no Palco Mundo será destinada ao estilo pop, com a apresentação da primeira artista brasileira nesta edição: Ivete Sangalo. Antes da cantora, abre o palco principal o músico português Davi Carreira. Para fechar a segunda noite, os shows serão com a britânica Ellie Goulding e a banda americana Black Eyed Peas.

Sol, calor e muita expectativa para o primeiro dia de festival

Depois de dois anos de expectativa, os portões da Cidade do Rock em Lisboa foram abertos ao meio-dia deste sábado (18). O dia está ensolarado, com uma temperatura média de 23ºC na capital portuguesa, e diversas pessoas chegaram ao parque logo cedo, mas desde o início da tarde a movimentação é tranquila e sem filas para entrada no Rock in Rio.

A brasileira Erica Santos, está entre os primeiros a chegar no evento acompanhada do esposo Marco Dias. Natural da Bahia, ela mora em Portugal há quatro anos e, no Brasil, nunca conseguiu ir ao Rock in Rio por ser longe da terra natal. Depois de passear pelo parque, já estão em frente ao Palco Mundo pra ver os shows de perto, especialmente a banda de rock inglesa Muse. “Até agora, estamos adorando o evento”, disse o casal.

A baiana Erica Santos está no festival pela primeira vez e aguarda pelo show da banda Muse. Foto: Amanda Lima / Agora Europa

Já a portuguesa Marcia Sofia Machado trouxe o filho, Rodrigo da Silva, de 17 anos, para curtir o festival pela primeira vez. “Queria que a primeira vez dele em um festival fosse comigo”, conta. Eles esperam o evento há muito tempo, pois compraram o ingresso como presente de Natal em 2019. A dupla mora em Braga, no norte de Portugal, e viajou até Lisboa especialmente para o festival.

Marcia e Rodrigo estavam com os ingressos em mãos desde antes da pandemia. Foto: Amanda Lima / Agora Europa

Para ajudar com o calor, ao longo do parque Bela Vista, no bairro Marvila, estão espalhados bebedouros fornecendo água gelada gratuitamente. A recomendação da equipe do festival é para que as pessoas se mantenham hidratadas e usem protetor solar.

Nos quatro dias de evento, serão realizadas diversas atividades e shows em 18 locais de entretenimento do parque. No site do festival, pode ser encontrada a programação completa e também informações sobre ingressos.

Compartilhar