Portugal: vacinação contra Covid-19 chega ao grupo dos 30 anos em junho

Antecipação de calendário de imunização irá ocorrer em todo o país.
Foto: Divulgação / Câmara de Lisboa


A população adulta de Portugal será vacinada contra a Covid-19 mais cedo do que o previsto. As pessoas na faixa dos 40 anos começam a ser imunizadas a partir do dia 6 de junho e as de 30 anos a partir do dia 20 do mesmo mês.

Inicialmente, a medida valeria somente para residentes de Lisboa e Vale do Tejo, conforme anunciado em coletiva de imprensa no final da tarde desta terça-feira (25). No entanto, o Governo português divulgou, por volta das 23h, que as novas datas irão valer para todo o país.

“Decorrente do bom ritmo do Plano de Vacinação Anti-Covid-19 e da disponibilidade de vacinas, foi decidida a aceleração da vacinação a nível nacional”, explica publicação do Twitter da República Portuguesa.

Atualmente, a faixa de vacinação no país está nas pessoas acima dos 55 anos. O país já administrou cinco milhões de imunizantes desde o início da campanha. Segundo António Salles, secretário de Estado da Saúde, Lisboa está atrasada no calendário de imunização, se comparada com outras regiões. Até agora, 32% da população lisboeta já recebeu a primeira dose da vacina. No Centro do país, por exemplo, o índice é de 38%.

Reforço nos testes

Atualmente, Lisboa concentra o maior número de casos da doença, o que deixou as autoridades em alerta. De acordo com os atuais índices, a capital lusa possui 143 casos por 100 mil habitantes. Conforme André Peralta, diretor de análise da Direção Geral de Saúde (DGS), a maior parte dos infectados na cidade possui entre os 20 e 40 anos.

Caso os índices aumentem, a cidade teria que recuar no desconfinamento, o que afetaria atividades do comércio, por exemplo Para travar o avanço da pandemia foi anunciado um reforço na testagem. As autoridades pretendem expandir os exames na população jovem e em comunidades vulneráveis, como imigrantes e refugiados. O objetivo é que sejam quebradas as cadeias de transmissão da doença.

O mesmo irá ocorrer com estudantes, professores e funcionários de escolas. Outra categoria que receberá reforço na testagem será a de entregadores de delivery, taxistas e motoristas de aplicativo.

As autoridades apelaram para o bom senso da população, que aceitem a realização dos testes e mantenham as medidas de prevenção, como distanciamento social. A orientação dos especialistas é ainda de que as pessoas façam exames antes de frequentar eventos, como batizados e casamentos. Salles antecipou que, em breve, as normas para os eventos serão atualizadas e passarão a exigir testes para participação dessas celebrações.

Leia mais:
Sete países europeus planejam vacinar metade da população até 10 de junho
Portugal garante vacina contra Covid-19 para todos os imigrantes
Portugal lança agendamento online para vacina contra Covid-19

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.