Brasileiros representam 4 em cada 10 estrangeiros diplomados em Portugal


Obter um diploma de graduação superior em Portugal tem sido um privilégio para milhares de brasileiros nos últimos anos. Dados divulgados nesta semana pela Direção-Geral de Ensino Superior (DGES) do país mostra que 40% dos estrangeiros diplomados no país, entre 2019 e 2020, possuem nacionalidade brasileira. A taxa representa mais de três mil estudantes brasileiros formados no país luso.

O número também está alinhado ao fato dos estudantes do Brasil representarem a maior nacionalidade matriculada em instituições do país. Atualmente, segundo dados oficiais, estão matriculados nas universidades públicas portuguesas 18.144 estudantes do Brasil, mas, o número é maior, pois não existem estatísticas referentes aos locais de ensino privados.

Como o país está em pleno processo de concurso para acesso ao ensino público do novo ano letivo, a estatística pode aumentar. Os resultados finais serão divulgados somente nas próximas semanas, mas a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já confirma que os brasileiros são maioria entre os interessados de nacionalidade estrangeira.

Para concorrer às vagas nas universidades públicas em Portugal, podem participar tanto aqueles que já moram no país e possuem o estatuto de igualdade ou as pessoas que ainda residem no Brasil – mediante processo especial de candidatura.

No caso de estudantes que ainda residem em território brasileiro, os procedimentos variam conforme cada universidade. É permitido utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para concorrer. Está nos planos do governo português simplificar, em 2022, a atribuição dos vistos para quem quer estudar no país.

O interesse nas universidades portuguesas não está só na graduação. Cursos de mestrado e doutorado também são procurados, apesar de o processo ser mais trabalhoso. Na maioria dos casos, é necessário que os universitários façam o reconhecimento do diploma do Brasil, procedimento que pode custar até 800 euros e levar até dois anos.

Somente em 2021, mais de quatro mil pedidos de brasileiros foram realizados nas universidades lusas, sendo a Universidade de Lisboa a mais procurada. Os dados são da Direção Geral de Ensino Superior (DGES). Além da simplificação de vistos, o governo planeja facilitar também a equivalência dos diplomas estrangeiros no próximo ano.

Os brasileiros em Portugal ainda se destacam na atribuição de bolsas de doutorado, sendo a nacionalidade estrangeira mais contemplada com os recursos do governo. Nos últimos dois concursos de atribuição de bolsas de doutorados, o maior do país, os brasileiros foram os mais contemplados entre as nacionalidades estrangeiras.

Na atual edição, que teve divulgação dos recentemente, 143 pessoas de nacionalidade brasileira foram aprovadas, sendo, a maioria, mulheres brasileiras. O concurso é realizado anualmente, com início das inscrições geralmente em março. Para concorrer, os imigrantes precisam possuir Autorização de Residência (AR) ou cidadania europeia antes da inscrição. 

Compartilhar