Covid-19: Madri prioriza vacinação de gestantes

Vacina será oferecida na primeira consulta da gestante. Foto: Canva

O governo regional de Madri vai priorizar as mulheres grávidas na vacinação contra a Covid-19, a partir desta segunda-feira (9). As mulheres que ainda não receberam nenhuma dose de um dos imunizantes disponíveis, durante a vacinação aberta para sua faixa etária, poderão agora receber a primeira aplicação em todos os centros públicos e privados sem agendamento prévio.

Para garantir que todas possam ter acesso a essa informação, o Ministério da Saúde está oferecendo a possibilidade de vacinação durante a primeira consulta da gestante. As grávidas vão receber a vacina da Pfizer ou da Moderna, conforme acordado na Comissão de Saúde Pública com a Federação das Associações Científicas Médicas Espanholas (FACME, sigla em espanhol).

As entidades médicas garantem que não há contra-indicação para vacinação contra Covid-19 em nenhum período da gravidez. E defendem que a imunização deve ser facilitada o quanto antes, para que nenhuma mulher possa ser contaminada pelo vírus no período de máximo risco de complicações durante a gestação (em caso de infecção por coronavírus), que corresponde às fases finais do segundo e terceiro trimestre da gravidez.

Os profissionais afirmam que especialmente as gestantes que já apresentam fatores de maior risco para contrair a doença como obesidade, idade acima de 35 anos, hipertensão, diabetes ou pré-eclâmpsia devem ser vacinadas.

A medida foi tomada, segundo a Comunidade de Madri, porque tem aumentado o número de hospitalizações de mulheres grávidas, infectadas pelo vírus. Além disso, também é recomendado que as pessoas ao redor da gestante sejam imunizadas e que tanto as gestantes quanto os parceiros reforcem as medidas de prevenção.

Ritmo de vacinação em Madri

O ritmo de vacinação segue acelerado na capital espanhola. Segundo o último relatório, divulgado nesta segunda-feira (9), mais de oito milhões de pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 em Madri. O número representa 68% da população madrilenha totalmente imunizada.

Na Espanha, 60,2% da população em geral já recebeu as duas doses da vacina ou dose única.

Compartilhar