Portugal planeja iniciar vacinação de adolescentes em 14 de agosto

Adolescentes entre 12 e 17 anos poderão ser vacinados a partir do dia 14 de agosto em Portugal. O plano do governo luso é vacinar a faixa-etária, com as duas doses, em todos os finais de semana até o próximo dia 19 de setembro. Cerca de 570 mil adolescentes, deste grupo etário, residem em Portugal atualmente.

O anúncio foi feito, nesta quarta-feira (21), pelo primeiro-ministro português, António Costa, durante discurso na Assembleia da República. No debate sobre “O Estado da Nação”, o político apresentou cinco prioridades do país para o combate à pandemia e às consequências do vírus para o país. Além da aceleração do plano de vacinação, reforçar o Sistema Nacional de Saúde, aumentar o investimento em educação, atualizar regulamentações trabalhistas e recuperar a economia do país.

No que tange o sistema de saúde do país, o governo promete ampliar em 5,5 mil o número de camas para cuidados continuados, como para doentes crônicos, e em 400 leitos para cuidados paliativos, que se destinam ao tratamento de pessoas na fase final da vida.

Na área da educação, António Costa afirmou que o Estado irá investir 900 milhões para “promover o sucesso escolar e garantir que esta geração não fique prejudicada pela pandemia”. Em relação às mudanças trabalhistas, o primeiro-ministro afirmou que Portugal precisa regulamentar o trabalho remoto e em plataformas digitais.

“Temos de sair desta crise mais fortes, para irmos mais além e mais rápido na convergência com os países mais desenvolvidos da União Europeia. A trajetória para a convergência é clara: mais qualificações, mais inovação, mais bens e serviços de maior valor acrescentado, asseguram maior competitividade e mais e melhor emprego”, declarou Costa.

Sete em cada dez adultos totalmente vacinados

Portugal possui, atualmente, 44% da população totalmente vacinada e 65% com a primeira dose recebida, segundo dados do Ministério da Saúde português. A nova meta do governo, reforçada pelo primeiro-ministro, António Costa, é ampliar a imunização para “73% da população adulta com a vacinação completa e 82% com pelo menos a primeira dose administrada” até a metade do mês de agosto.

Atualmente, pessoas com 23 anos ou mais já podem se registrar para receber uma das vacinas contra Covid-19 oferecidas no país. O cadastro pode ser feito online pelo site da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Compartilhar