Lisboa: programa de apoio para compra de bicicletas começa em agosto

Lisboa destinou o valor total de três milhões de euros para o Programa de Apoio à Aquisição de Bicicleta. Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Lisboa

A partir de agosto a cidade de Lisboa apoiará a compra de bicicletas através de um reembolso que pode chegar a 50% do valor pago no produto (para bicicletas adaptadas o reembolso pode chegar a 75%). O objetivo da Câmara Municipal (equivalente a prefeitura) é promover uma mobilidade mais sustentável, onde será possível alcançar vários benefícios à população, como a melhoria da qualidade do ar, a redução de ruído e do congestionamento na cidade de Lisboa, além da melhoria da qualidade de vida e saúde de quem reside, trabalha ou estuda no município.

Nos próximos dias, a Câmara divulgará uma lista com as lojas parceiras do projeto. Quem quiser aderir à proposta deverá pagar o valor integralmente à loja onde a compra for realizada e, depois, solicitar o pedido de apoio através de numa página específica criada no site da Câmara.

São cinco tipos de modalidades de apoio, sendo duas para bicicletas adaptadas para pessoas com mobilidade reduzida. Confira os valores máximos:

– bicicletas convencionais: reembolso de 50% do valor da bicicleta, até ao máximo de 100 euros;

– bicicletas adaptadas convencionais: reembolso de 75% do valor, até ao máximo de 200 euros;

– bicicletas elétricas: reembolso de 50% do valor até ao valor máximo de 350 euros;

– bicicletas elétricas adaptadas: reembolso de 75%, até ao máximo de 500 euros;

– bicicletas de carga: reembolso de 50% do valor, até ao máximo de 500 euros.

Cada pessoa tem direito a solicitar apenas um apoio e o pedido pode ser feito para compras que tenham sido realizadas a partir do dia 3 de junho de 2020. Os documentos necessários que devem ser apresentados para solicitar o benefício podem ser consultados aqui.

A Câmara de Lisboa destinou o valor total de três milhões de euros para o Programa de Apoio à Aquisição de Bicicleta. A proposta visa, ainda, estimular o comércio local, num contexto de retomada da economia da cidade na sequência das medidas de combate à pandemia do coronavírus.

 

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.