Europa: nove brasileiros são presos por exploração sexual em três países

Segundo a Europol, a maior parte das vítimas do grupo eram mulheres brasileiras. Foto: Europol/Divulgação


Nove brasileiros, acusados de tráfico de pessoas e exploração sexual de mulheres, foram presos nesta semana em uma operação realizada em três países europeus. De acordo com a Europol, a estimativa é que o grupo tenha explorado mais de 100 vítimas, a maioria brasileiras. 

Sete das prisões foram realizadas na França, quatro em Portugal, nas cidades de Setúbal e Albufeira, no Algarve. Na Espanha ocorreram três detenções, de dois brasileiros e um espanhol, somando 10 presos no total. Segundo a polícia europeia, a maior parte das vítimas eram imigrantes sem documentação. As autoridades encontraram oito mulheres brasileiras e uma colombiana durante as buscas, realizadas em 14 locais entre os dias 20 a 23 de junho.

A investigação começou em março de 2021. Conforme as autoridades policiais, o grupo realizava anúncios em sites especializados para encontrar as vítimas, que tinham as contas gerenciadas pelos suspeitos. Eram alugados apartamentos e quartos de hotéis para a atividade de exploração sexual. Somente na França, os investigadores identificaram 60 lugares utilizados para os crimes.

A Europol estima que o grupo ganhava cerca de 120 mil euros mensais. De acordo com a polícia, o dinheiro era enviado para o Brasil, por meio de um “esquema financeiro complexo” através de bancos espanhóis, belgas e portugueses. Nas buscas, foram apreendidos equipamentos eletrônicos, mais de 40 celulares e cartões SIM, discos rígidos, cartões bancários, diários com anotações, dois carros e aproximadamente 20 mil euros em dinheiro.

Compartilhar