Irlanda vai reabrir casas noturnas a partir desta sexta

As casas noturnas irlandesas poderão voltar a receber o público a partir desta sexta-feira (22). A medida foi anunciada na manhã de hoje (19) pelo Governo e faz parte de uma série de mudanças voltadas à retomada gradual de todas as atividades econômicas da ilha. No entanto, apenas pessoas totalmente vacinadas ou com certificado de recuperação da Covid-19 poderão acessar os nightclubs. Testes negativos para a doença, como PCR ou antígenos, também serão aceitos nos locais. O uso de máscara nas casas noturnas não será obrigatório quando os frequentadores estiverem comendo, bebendo ou dançando.

Além da reabertura das danceterias, o governo também retirou os limites de público para eventos em locais abertos, como estádios de futebol ou concertos. Em atividades que ocorram nos espaços cobertos, os espectadores devem estar todos sentados. Nos bares e restaurantes, o consumo interno permanecerá limitado a pessoas que possuírem o Certificado Digital Covid-19 ou atestados de recuperação da doença, assim como testes negativos para coronavírus. Nesses locais, serão permitidos apenas 10 adultos ou um total de 15 pessoas, incluindo crianças.

Eventos religiosos e casamentos também poderão ser realizados sem limite máximo de participantes a partir da próxima sexta-feira (22), desde de que sejam adotadas medidas preventivas de saúde pública, como o uso de máscara facial, por exemplo.

O retorno ao trabalho em escritório, segundo as autoridades, ainda deve ocorrer com precaução. Segundo o ministro de Empresas, Comércio e Emprego, Leo Varadkar, profissionais que preferirem continuar trabalhando remotamente devem ter essa decisão facilitada pelas empresas. O mesmo vale para aqueles que tenham preferência por voltar ao escritório.

Veja um resumo de todas as medidas

  • Obrigatoriedade de Certificado Covid-19 (vacina ou certificado de recuperação) para a área interna de bares, restaurantes e eventos;
  • Manutenção da medida de distanciamento social;
  • Máscaras faciais devem ser removidas apenas para consumo de alimentos ou álcool;
  • Serviço de mesa apenas em ambientes de hospitalidade: máximo de 10 adultos por mesa e máximo de 15 pessoas, incluindo crianças;
  • Estabelecimentos devem manter coleta de dados de rastreamento dos clientes;
  • Em locais fechados com música ou entretenimento ao vivo e eventos esportivos, o público deve estar totalmente sentado, embora seja permitido ficar de pé no local do assento;
  • Serão desenvolvidas orientações específicas para casas noturnas, estabelecendo as medidas de proteção adequadas. Isso envolverá o Certificado Digital Covid-19 de vacinação, coleta de dados de rastreamento de contato e uso de máscaras, exceto ao comer, beber e dançar;
  • Os certificados Covid-19, assim como os limites de público não se aplicam a eventos ao ar livre, embora os organizadores devam garantir que as medidas de proteção à saúde dos frequentadores estejam em vigor;
  • Organizadores de atividades em grupo, tanto em locais fechados quanto abertos, devem garantir a adoção de medidas de proteção adequadas e, onde os grupos internos tiverem mistura de pessoas vacinadas e não vacinadas, devem ser aplicadas separações em grupos de seis. Os limites de capacidade fixos não se aplicam a essas atividades de grupo internas e externas;
  • Serviços religiosos e casamentos podem prosseguir sem limites de capacidade, mas com todas as outras medidas de proteção permanecendo em vigor;
  • O retorno aos locais de trabalho continuará em base gradual e cautelosa para requisitos específicos de negócios.
Compartilhar

2 Comments

Não é possível deixar seu comentário no momento.