Irlanda vai manter transporte mais barato e aumentar ajuda para energia

O governo irlandês divulgou, nesta terça-feira (27), o plano orçamentário previsto para 2023. A apresentação foi realizada ao Parlamento do país (Oireachtas). O principal objetivo das despesas públicas do próximo ano, estimadas em 90,4 bilhões de euros, é minimizar os impactos do aumento do custo de vida na ilha esmeralda. 

Dentre as medidas que mais afetam o bolso da população, estão a manutenção das tarifas com desconto no transporte público e um crédito de 600 euros por residência para custear as despesas com energia elétrica. Outra mudança prevista para o próximo ano abrange a taxação dos salários dos trabalhadores do país. O imposto mais elevado, de 40%, será agora atribuído aos rendimentos que excederem 40 mil euros por ano.

Ajuda para pagar conta de luz

A exemplo do que foi adotado no início deste ano, os moradores da Irlanda deverão receber uma nova ajuda para custear as contas de energia elétrica no próximo inverno. Embora a medida esteja prevista para o orçamento de 2023, o primeiro pagamento será realizado no próximo mês de novembro. Já o segundo crédito de energia elétrica está previsto para ser efetuado em janeiro de 2023. O terceiro e último ficará para março do próximo ano.

Para enfrentar o que chama de “crise energética”, causada pela guerra na Ucrânia, a previsão orçamentária de 2023 também planeja dar suporte às empresas do país no custeio das despesas de energia. Dentro do recém elaborado Esquema Temporário de Apoio à Energia Empresarial (TBESS, sigla em inglês), cada companhia poderá reivindicar um auxílio de até 10 mil euros por mês até o final da próxima primavera.

Além disso, a taxa de Imposto sobre o Valor Agregado (VAT, sigla em inglês) de 9% para gás e eletricidade será “prorrogada até 28 de fevereiro de 2023”. A redução de 21 centavos por litro de gasolina e 16 centavos por litro de diesel também foi estendida até a mesma data.

Tarifas mais baratas no transporte público

Quem reside na Irlanda e utiliza o transporte público do país já deve ter notado que, desde maio deste ano, as tarifas estão com preços reduzidos. O desconto nos serviços de ônibus (Dublin Bus e Go-Ahead Ireland) e de trem (Luas, DART e Commuter), que estava previso para terminar no final deste ano, será estendido até dezembro de 2023.

Embora o preço reduzido da tarifa seja 20% menor do que o aplicado antes da medida, a redução é ainda mais significativa para jovens de 19 a 23 anos que possuem o cartão Young Adult. Esse grupo, que pagava a mesma tarifa dos adultos, agora, com o Young Adult, estão submetidos ao mesmo desconto aplicado aos estudantes, o que representa uma diminuição de 50% no valor dos bilhetes para esses jovens.

Com a diminuição do preço da passagem, o passe que permite a troca de transporte público na região metropolitana de Dublin sem cobrança adicional por um período de 90 minutos (TFI 90 Minute Fair, em inglês) custa € 2 para adultos, € 1 para estudantes e € 0,65 para crianças. É obrigatória a utilização do Leap card para se beneficiar do desconto.

Imposto sobre salários

Além das medidas visando o baranteamento do transporte público e o auxílio para pagar a conta de luz, o governo irlandês também prevê reduzir o recolhimento de impostos aplicados aos salários dos trabalhadores do país. A mudança ocorrerá com a alteração da linha (valor) que divide quem paga apenas 20% do salário líquido em impostos e quem também tem de deixar para a Receita (Revenue) 40% sobre tudo o que excede essa marca.

Atualmente, esse divisor está definido em € 36,8 mil por ano. Até esse valor, os trabalhadores são taxados em 20% sobre o salário líquido. Após essa quantia, é descontado 40% de todo o excedente. No próximo ano, segundo definido pelo plano orçamentário de 2023, essa marca divisora será de € 40 mil anuais.

Os trabalhadores da ilha esmeralda também terão o valor de isenção tributária elevado em 75 euros, passando de € 1.700 para € 1.775. Além disso, o USC, ou Encargo Social Universal, que só é descontado de salários superiores a € 13 mil anuais, terá o teto do imposto da faixa de 2% ampliado dos atuais € 21.295 para € 22.920.

Com a utilização da calculadora de salários do Agora Europa e considerando todas as mudanças apresentadas pelo governo irlandês, é possível verificar que a economia para o bolso do trabalhador que ganha, em média, € 40 mil por ano, será de de € 863.12 por ano. Atualmente, o total em impostos pagos para quem recebe o salário mencionado acima é de € 7.927,45 todos os anos. Com a mudança, passará a ser de € 7.064,32.

Aumento do policiamento

Dentre as inúmeras medidas previstas pelo orçamento de 2023, também estão inclusas o incremento de 14% o contingente da polícia nacional irlandesa (Garda Síochána). O plano prevê contratar mil novos agentes da Garda, além de outros 430 funcionários civis. Atualmente, segundo dados do governo, a Garda Síochána conta com 6.937 agentes destinados ao policiamento ostensivo no país.

Ciclo do orçamento

Após a apresentação do plano orçamentário para o próximo ano, o próximo passo, agora, é encaminhar o documento para a análise da Comissão Europeia. Na metade de dezembro, um novo relatório, chamado de Revised Estimates Volume for the Public Service, ou REV, é apresentado ao público, incluindo ainda mais detalhes de onde serão alocados os valores apresentados no plano.

Compartilhar