Irlanda retira obrigatoriedade de visto prévio para brasileiros


Os brasileiros que ingressarem na Irlanda não precisarão mais de um visto prévio a partir desta quarta-feira (16). A mudança foi anunciada pelo Departamento de Justiça nesta terça-feira (15). A obrigatoriedade estava em vigor desde o dia 28 de janeiro, quando passou a ser obrigatória a emissão de visto para cidadãos do Brasil, África do Sul e outros países sul-americanos, como Uruguai e Argentina.

A ministra da Justiça interina, Heather Humphreys, destacou que a retirada da necessidade de visto segue o Plano de Resiliência e Recuperação para conviver com a Covid-19 e que foi possível porque a situação da pandemia está melhorando no país.

“Foi apenas através do esforço coletivo de todos, incluindo nossas comunidades de migrantes, que a Irlanda fez um progresso significativo contra a disseminação do Covid-19”, disse Humphreys.

A responsável pela pasta destacou ainda que a flexibilização é para pessoas que precisam viajar à Irlanda por motivos essenciais.

“Continuamos a apoiar totalmente a política geral contra viagens não essenciais e todos os viajantes que chegam à Irlanda devem continuar a cumprir integralmente as medidas de saúde pública exigidas por lei”, enfatizou Humphreys.

Atualmente, quem chega ao território irlandês precisa preencher um formulário de localização de passageiros, além de apresentar um resultado negativo para Covid-19 por meio de teste PCR realizado em até 72 horas antes da chegada. Também é necessário cumprir um período de 14 dias de quarentena em uma instalação designada pelo governo ou em casa. No caso de pessoas que saíram do Brasil, com a exceção de quem foi vacinado com imunizantes reconhecidos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), é obrigatória a realização de quarentena em um hotel.

Desde que o governo passou a exigir a necessidade de visto prévio para brasileiros, apenas casos considerados essenciais estavam sendo analisados pela imigração irlandesa. Há algumas semanas, o Departamento de Justiça irlandês havia incluído pedidos de reunião familiar e visto de trabalho como emergenciais. No dia primeiro de junho, foi a vez de vistos de longa permanência voltarem a ser analisados pelo órgão. A pasta destacou que a situação continuará a ser revista nas próximas semanas.

Mudanças na necessidade de visto prévio ou de trânsito

Países que não precisam mais de visto prévio ou autorização para realizar escalas na Irlanda: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Guiana, Paraguai, África do Sul e Uruguai.

Países que não precisam mais de vistos de trânsito, mas ainda necessitam de visto prévio: Colômbia, Equador, Peru e Suriname.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.