Irlanda reduz imposto sobre combustíveis a partir desta quinta

O imposto especial de consumo cobrado sobre os combustíveis na Irlanda foi reduzido, temporariamente, a partir desta quinta-feira (10). O corte, determinado pelo governo irlandês, foi de 20 centavos de euro por litro de gasolina, 15 centavos de euro por litro de diesel e dois centavos para gás. A medida será mantida até o dia 31 de agosto deste ano.

A previsão é de que o impacto seja de uma economia de 12 euros para quem encher um tanque de gasolina com 60 litros, e de 9 euros para quem utiliza diesel. A redução foi anunciada pelo ministro das Finanças, Paschal Donohoe, após reunião ministerial.

“Todos nós testemunhamos o aumento significativo dos custos de energia nas últimas semanas, com os preços nas bombas subindo para níveis recordes. Isso vem em cima dos aumentos nos preços do gás e da eletricidade que muitos estão enfrentando”, analisou Donohoe.

Com a medida, o governo abre mão de arrecadar 320 milhões de euros. No ano passado, o imposto especial de consumo gerou mais de 5,8 bilhões de euros para a administração pública, segundo o Ministério das Finanças.

Donohoe destacou, porém, que os recursos do governo são limitados e não será possível proteger a população de outros aumentos. “As causas das mudanças de preços não estão sob controle”, disse. O conflito na Ucrânia devido à invasão russa é um dos grandes fatores para os aumentos, segundo especialistas. E o cenário para os próximos meses não é animador.

“É importante que sejamos claros: o governo está agindo agora, com esta medida especial de consumo, para responder aos aumentos de preços que vimos até o momento, mas também antecipando os novos aumentos de preços que esperamos ver a curto e médio prazo”, destacou o ministro das Finanças.

Aumento do custo de vida no país

No mês passado, o governo irlandês já havia anunciado medidas para reduzir o impacto das despesas diárias no bolso dos residentes. Um pacote de ações aprovou um desconto de 200 euros nas contas de energia elétrica, além de uma diminuição de 20% na tarifa do transporte público, entre outras medidas. O valor total dos benefícios totaliza 505 milhões de euros.

Somente no período da pandemia de Covid-19, o custo de vida das famílias que residem na Irlanda aumentou 5,5%, segundo dados do Escritório Central de Estatísticas (CSO, sigla em inglês) do país. Segundo o CSO, o setor de transportes foi o que somou a maior alta acumulada em dezembro do ano passado, 18%, quando comparado com o mesmo mês de 2020.

Compartilhar