Covid-19: maiores de 60 anos e grávidas recebem 2ª dose de reforço na Irlanda

Idosos com mais de 60 anos e mulheres grávidas começaram a receber a segunda dose de reforço contra a Covid-19 nesta segunda-feira (15), na Irlanda. O calendário do governo prevê a ampliação do grupo de imunizados nas próximas semanas, incluindo pessoas com mais de 50 anos.

De acordo com o Programa de Vacinas Covid-19 do Serviço Executivo de Saúde (HSE, em inglês), as pessoas serão chamadas por blocos que incluem uma faixa etária com cinco anos de diferença. No dia 22 de agosto, será liberada a vacinação para pessoas com mais de 55 anos e, uma semana depois (29), para quem tem mais de 50 anos. O agendamento pode ser realizado com sete dias de antecedência.

Segundo a líder nacional do programa, Eileen Whelan, o objetivo é “garantir que as pessoas tenham uma experiência tranquila marcando consultas on-line e recebendo sua vacina”. O grupo está realizando o planejamento de vacinas para o período do outono, que inicia no próximo mês, incluindo também as vacinas contra a gripe: “para fornecer melhor proteção à saúde para o inverno que se avizinha”, explica Eileen.

As injeções estão sendo administradas em centros de vacinação, além de farmácias registradas pelo governo. No caso de mulheres grávidas, a indicação das autoridades em saúde é para que a dose seja tomada para quem está com mais de 16 semanas de gestação. Pessoas que possuem sistema de imunidade mais frágil também estão elegíveis para se vacinar.

A indicação do governo é para que as pessoas aguardem pelo menos quatros meses para tomar a segunda dose de reforço, considerando a data da primeira. Esse é o mesmo período que deve ser considerado para quem testou positivo para o coronavírus.

Para se registrar, basta acessar o site do HSE. O grupo com a faixa etária que já pode receber a segunda dose de reforço também pode ir em um centro de vacinação sem hora marcada. Em Dublin, esse tipo de atendimento é realizado nos centros de vacinação de Citywest, Swords e IMI Sandyford.

“Isso lhe dará proteção contínua contra doenças graves e aumentará sua imunidade contra a infecção por Covid-19, que sabemos que tende a reduzir após um período de meses após sua última vacina”, destacou o Chefe do Escritório Clínico de HSE, Dr. Colm Henry. O HSE também enfatiza que as pessoas que ainda não receberam alguma das doses anteriores, podem comparecer às clínicas de vacinação.

Segundo dados disponibilizados pelo governo, até o dia 14 de agosto foram administradas 7,9 milhões de primeiras e segundas doses da vacina e 3,1 milhões de imunizações de reforço. Informações sobre o próximo reforço da vacina contra a Covid-19 podem ser encontrada pelo site ou pelo telefone do HSElive, pelo número 1800 700 700.

Desde o início da pandemia de Covid-19, a Irlanda já contabilizou1,65 milhão de casos da doença no país. Nas últimas 24 horas, foram mais 537 pessoas infectadas, segundo o HSE. Até agora, 7,7 mil pessoas morreram de Covid-19 na ilha esmeralda.

Compartilhar