Governo francês proíbe viagens não essenciais com o Reino Unido

A França anunciou, nesta quinta-feira (16), que vai proibir as viagens sem um motivo essencial entre o país e o Reino Unido a partir da meia-noite do próximo sábado (18). De acordo com a nova regra, é preciso comprovar um motivo ‘’convincente’’ para realizar uma viagem entre os locais. Com isso, viagens a turismo ou para negócios estão proibidas.

A medida pretende conter o avanço da variante Ômicron do coronavírus. No anúncio das novas medidas, o governo francês destacou que os casos estão crescendo rapidamente no território britânico. “Nas palavras do próprio governo britânico, o Reino Unido enfrentará uma ‘onda gigantesca’ relacionada à variante Omicron nos próximos dias”, pontuou o comunicado.

As normas serão válidas tanto para pessoas vacinadas, quanto para não vacinados. Conforme destaca o documento oficial do governo, cidadãos franceses ou residentes legais na França (da União Europeia ou mesmo de países terceiros) serão liberados da exigência e podem viajar para o país, bem como seus cônjuges e filhos. Passageiros em trânsito por menos de 24 horas nas zonas internacionais dos aeroportos, também são a exceção. Com relação às viagens para o Reino Unido, a recomendação das autoridades é que as visitas sejam adiadas neste momento, embora exista uma lista de casos excepcionais em que a entrada no território francês deverá ser permitida.

Ainda segundo o novo decreto, os que forem autorizados a desembarcar na França saindo do Reino Unido, deverão apresentar um teste PCR ou de antígeno realizado nas últimas 24 horas antes da viagem. A regra anterior possibilitava uma validade de 48 horas para o exame. Agora, o comprovante negativo também passará a ser exigido aos passageiros vacinados. 

Além disso, as pessoas que chegam do território britânico à França, vacinadas ou não, precisam cumprir quarentena. O isolamento poderá ser interrompido após a realização de um novo teste, apresentando resultado negativo para a Covid-19, no mínimo dois dias após o desembarque. Também será exigida, para quem desembarcar em território francês saindo do Reino Unido, a confirmação do endereço onde a pessoa vai ficar hospedada em uma plataforma digital – o link ainda não foi disponibilizado.

Compartilhar

1 Comment

Não é possível deixar seu comentário no momento.