França: mulheres de até 25 anos terão acesso gratuito a anticoncepcionais


A partir deste novo ano, as mulheres com até 25 anos na França terão acesso gratuito a métodos contraceptivos. A medida, que entrou em vigor no primeiro dia de janeiro, pode ser solicitada pelas jovens francesas nos centros de saúde do país. Até então, apenas as mulheres com menos de 18 anos poderiam ter os produtos de maneira gratuita. 

Segundo comunicado do Ministério da Saúde,  “muitas mulheres” no país não possuem acesso aos métodos, como a pílula, “por razões essencialmente financeiras”. O governo estima que 3 milhões de pessoas serão beneficiadas e que o investimento anual será de 21 milhões de euros. 

De acordo com Olivier Verán, titular da pasta, foi fixado o limite de 25 anos porque “é uma idade que corresponde, em termos de vida econômica, social e de renda a mais autonomia”. O ministro orienta as mulheres a procurar o serviço de saúde para consultar médicos sobre qual o melhor método.

Ainda segundo Veran, além de ajudar financeiramente as mulheres, a medida também “significa prevenir o impacto potencial dos abortos na saúde das mulheres que a usam”. Na França, todas as grávidas, inclusive menores de idade, possuem direito ao aborto gratuito na rede pública de saúde.

O método cirúrgico pode ser realizado até o final da 12º semana de gravidez (até três meses). Já a interrupção com uso de medicamentos é permitida até a quinta semana ou até a sétima semana, caso seja feito em uma unidade de saúde.

Compartilhar