Espanha libera entrada de turistas vacinados, com exceção do Brasil

Viagens a turismo ainda estão proibidas para passageiros procedentes de Brasil, Índia e África do Sul. Foto: Canva


Com exceção de brasileiros, sul-africanos e indianos, a partir desta segunda-feira (7), qualquer turista vacinado com as duas doses de Pfizer, Moderna, AstraZeneca, Sinopharm, Sinovac (Coronavac) e Janssen (uma só dose) poderão entrar em território espanhol. Esses imunizantes são os aprovados pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ou pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para entrar na Espanha, os turistas deverão comprovar que a última dose de um dos imunizantes foi aplicada, no mínimo, 14 dias antes da viagem, segundo informam os Ministérios de Saúde e de Interior, responsáveis pelo controle nos aeroportos e nas fronteiras. Já os não vacinados deverão apresentar um teste PCR negativo de Covid-19 ou um teste de antígenos realizado 48h antes de chegar ao país.

Também será válido o certificado de recuperação da Covid-19 emitido pela autoridade competente, no mínimo 11 dias após o primeiro teste de diagnóstico, com resultado positivo. A validade do certificado expira 180 dias a partir da data da amostragem.

Novas variantes prejudicam os brasileiros

As viagens a turismo de passageiros procedentes de Brasil, África do Sul e Índia ainda não estão autorizadas em função do surgimento de novas variantes de Covid-19 nestes países. Brasileiros e sul-africanos não podem entrar na Espanha, nem estando completamente vacinados, pelo menos até 22 de junho. Já indianos devem cumprir quarentena obrigatória de 10 dias na Espanha. Segundo publicado no Boletim Oficial do Estado (BOE), o momento atual exige a aplicação de um novo critério relacionado com a vacinação.

“No caso de pessoas que chegam a qualquer aeroporto da Espanha, com ou sem escalas intermediárias, em voos procedentes de aeroportos localizados em países terceiros, ou que se encontram em quarentena por despacho do Ministério da Saúde, deverão cumprir a norma em vigor. Exceto no caso de pessoas residentes em Espanha ou em Andorra, cônjuges de cidadãos espanhóis ou casais com os quais mantenham união semelhante a do cônjuge inscritos em cartório de registro, ou os ascendentes e descendentes que vivam sob seus cuidados, desde que viajem com ou para se encontrarem com um cidadão espanhol”, esclarece o BOE.

Documentos exigidos na entrada a Espanha

Todos os passageiros que chegam a Espanha por via aérea ou marítima, incluindo pessoas em trânsito e crianças menores de 6 anos, devem preencher um formulário de controle de saúde antes da partida, através do site www.spth.gob.es ou do aplicativo Spain Travel Health. Ao preencher o formulário é gerado um código QR, que o viajante deverá apresentar antes do embarque, bem como as verificações de controle de saúde na chegada à Espanha.

Mais informações sobre os requisitos obrigatórios para entrada podem ser consultados no Portal Oficial de Turismo da Espanha.

Países isentos da exigência de teste PCR

Os passageiros procedentes de países com baixa incidência de contágios de coronavírus (que são os excluídos da zona de risco) poderão viajar sem a necessidade de um teste diagnóstico ou um certificado de vacinação ou imunidade. Atualmente estão nesta lista: Austrália, Israel, Japão, Nova Zelândia, Ruanda, Singapura, Coreia do Sul, Tailândia, Reino Unido, Irlanda do Norte, China, Hong Kong e Macau.

Leia mais:
França reabre turismo para vacinados, mas coloca Brasil em lista vermelha
Reino Unido retira Portugal da lista de viagens sem quarentena
Recuperados da Covid-19 poderão viajar por seis meses na União Europeia

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *