Bélgica põe fim ao limite de horário em restaurantes e reabre casas noturnas

A Bélgica dá início, nesta sexta-feira (18), à fase de relaxamento das medidas contra o coronavírus. Neste momento, será permitida a reabertura das casas noturnas, com até 70% da capacidade, além da normalização do horário de funcionamento do setor de hospitalidade, incluindo bares e restaurantes, que havia sido reduzido para controlar o avanço da pandemia. 

De acordo com o governo belga, a flexibilização que começa hoje é possível por causa da diminuição dos novos casos de Covid-19 nas últimas duas semanas. Com a atualização das regras, não haverá mais limite de pessoas por mesa nos restaurantes, por exemplo. Nesses locais, as máscaras de proteção passam a ser exigidas somente aos funcionários. Também não é mais preciso consumir alimentos ou bebidas em lugares fixos.

As autoridades ainda retiraram todas as restrições impostas ao comércio. O trabalho remoto, obrigatório até então por pelo menos quatro dias na semana, não é mais necessário, mas segue sendo recomendado pelas autoridades. Os eventos, em ambientes fechados e ao ar livre, podem voltar a acontecer. 

Por causa da liberação, o certificado de vacinação, que era obrigatório para realizar diversas atividades no país, agora será necessário nos espaços internos onde mais de 50 pessoas estiverem reunidas. Em eventos ao ar livre, que, a partir desta sexta (18), podem ocorrer sem um número máximo de convidados, o documento vai ser solicitado quando houver mais de 100 participantes.

De acordo com o Ministério da Saúde belga, a média diária de casos de Covid-19 caiu 44% nos últimos sete dias. Durante esse período, a taxa de hospitalização também diminuiu 17%, passando de 264 pacientes admitidos com o coronavírus por dia para 246. Das 3.253 pessoas atualmente internadas com a doença, 350 estão em unidades de tratamento intensivo, o que representa um índice 13% menor se comparado ao mesmo período na quinta-feira passada (10).

Viagens

Mesmo com a melhora do quadro epidemiológico na Bélgica e a recente liberação das medidas de restrição, por enquanto somente viajantes vacinados do Brasil podem entrar no país a turismo. De acordo com o Consulado da Bélgica no Brasil, são aceitas as vacinas aprovadas pela Agência de Medicamentos Europeia (EMA, sigla em inglês), o que inclui a Pfizer, Moderna, AstraZeneca (Covishield) e a Janssen. Viajantes imunizados com CoronaVac devem comprovar motivo essencial para entrada na Bélgica.

Os turistas vacinados há mais de nove meses precisam ter recebido a terceira dose para ter o ingresso permitido no território belga. Além do comprovante de vacinação, todos os passageiros do Brasil devem apresentar um teste PCR ou de antígeno, válido por 72h e 36h, respectivamente. A regra vale para as pessoas a partir dos 12 anos de idade.

Compartilhar