Reino Unido: escolas reabrem em setembro com sistema de “bolhas” de proteção

Plano prevê também medidas de proteção em caso de surto por Covid-19. (Foto: Arthur Krijgsman)

Escolas e creches reabrem em sua totalidade a partir de setembro no Reino Unido seguindo um sistema que prevê “bolhas” de proteção. O governo britânico divulgou nesta quinta-feira (2) um plano detalhado para o retorno total de jovens e crianças às aulas com orientações para evitar contaminação por Covid-19 e tranquilizar as famílias.

Para reduzir o risco de contaminação, as escolas devem dividir as crianças em “bolhas” de proteção do tamanho da classe ou do ano e incentivar as crianças mais velhas a manter distância umas das outras e dos funcionários sempre que for possível.

Além disso, as medidas exigem aumento na frequência de limpeza dos locais, higienização das mãos de forma regular, redução de itens compartilhados e mínimo contato nos corredores. Entre outros cuidados, as escolas também devem pensar em horários de intervalos e saída intercalados.

Segundo a Secretaria de Educação, mais de 1,5 milhão de crianças e jovens já retornaram às aulas, mas  atualmente os pais podem escolher se mandam as crianças para a escola ou não. A partir de setembro, a presença nas instituições será obrigatória.

Em caso de contaminação

Quando houver um caso positivo para Covid-19 em alguma das instituições, será exigido um período de isolamento de 14 dias para pequenos grupos de jovens e funcionários. Se dois ou mais casos forem confirmados em um período de duas semanas, um número maior ou todas as crianças do grupo devem ser enviadas para casa.

Já em caso de registro de surto em alguma escola, unidades de teste móvel serão usadas para testar pessoas que possam ter estado em contato com quem testou positivo. Os testes devem ser feitos com a turma da pessoa contaminada, depois com o grupo daquele ano e, por fim, com toda a escola se necessário.

Kits de testes domésticos

Funcionários, alunos e famílias continuarão com acesso aos testes se desenvolverem sintomas do Covid-19 e as escolas devem receber kits de testes domésticos fáceis de usar. Se necessário, as escolas também devem ter um plano para oferecer educação remota aos alunos obrigados a permanecer em isolamento.

Escolas fecham em Leicester

Por outro lado, no mesmo dia em que o plano para reabertura total foi anunciado, as escolas de Leicester, cidade na Inglaterra, foram fechadas após as medidas de lockdown serem novamente endurecidas devido a um aumento nos casos de contaminação por coronavírus.

Leia também
Inglaterra: Leicester retoma medidas de confinamento
Reino Unido: Boris Johnson apresenta plano bilionário para retomada econômica

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.