Itália estende proibição de viagens entre regiões até o final de março

Medida visa frear a tendência de crescimento dos casos diários de Covid-19 no país. Foto: Canva


A Itália irá manter, até o dia 27 de março, a proibição de viagens não essenciais entre as regiões do país. A medida, anunciada nesta segunda-feira (22) pelo novo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, visa controlar a nova tendência de aumento dos casos diários de Covid-19 no território. Nas últimas 24 horas, o país contabilizou mais 9.630 diagnósticos positivos para coronavírus, além de 274 novos óbitos em função da doença.

A ampliação das restrições mantém a limitação de circulação pelo zoneamento por cores das regiões italianas. Nas “zonas vermelhas”, consideradas de alto risco, a população não deve circular “ainda que dentro do município (comune)” em qualquer horário do dia, exceto por motivos de trabalho, estudo ou saúde.

Bares e restaurantes devem permanecer fechados em tempo integral, operando apenas no sistema de telentrega. Apenas atividades comerciais essenciais podem abrir ao público, como mercados, farmácias e postos de combustíveis. Escolas e universidades são orientadas a prover aulas à distância para reduzir o deslocamento de estudantes.

O toque de recolher está estabelecido para todo o país entre as 10 horas da noite e as 5 horas da manhã, medida que também é aplicada aos níveis “Laranja” e ao “Amarelo”, sendo este o estágio mais brando das restrições. Por outro lado, estão permitidas visitas a residências de terceiros entre as 5 horas da manhã e 10 horas da noite na “zona amarela” da mesma região e na “zona laranja” do mesmo município, até ao máximo de duas pessoas, que podem levar consigo crianças menores de 14 anos.

Nos municípios com população de até 5 mil habitantes, quando com status “laranja”, também fica permitida circulação da população entre as cidades próximas, desde que não supere a distância máxima de 30 quilômetros do município de residência. Na “zona branca”, não há restrições previstas, o que significa que restaurantes, bares e o comércio podem operar de forma normal, embora ainda dentro das recomendações de saúde pública quanto à manutenção do distanciamento social e uso de máscara em ambientes cobertos.

De acordo com o Ministério da Saúde italiano, as regiões classificadas como “zona laranja”, atualmente, são: Abruzzo, Campania, Emilia Romagna, Liguria, Molise, PA Bolzano, PA Trento, Toscana, Umbria. Já na “zona amarela” estão: Basilicata, Calabria, Friuli Venezia Giulia, Lazio, Lombardia, Marche, Piemonte, Puglia, Sardegna, Sicilia, Valle Aosta, Veneto. Nenhuma região está enquadrada como zona vermelha ou branca no momento.

Veja abaixo todos os dados sobre Covid-19 da plataforma oficial do Governo da Itália

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *