Reino Unido: grupo é condenado por contrabandear imigrantes em móveis


Uma quadrilha que contrabandeou 35 imigrantes afegãos para o Reino Unido foi condenada pela Justiça Britânica com penas que somam quase 25 anos de prisão. Os cinco integrantes do grupo criminoso transportaram imigrantes indocumentados dentro de guarda-roupas, carregados por vans.

De acordo com o Ministério do Interior, que divulgou o caso nesta terça-feira (10), entre o grupo de imigrantes estavam crianças e uma pessoa com deficiência. As viagens, em um total de seis, ocorreram entre agosto e outubro de 2019.

O transporte foi realizado pela Europa em vans carregadas de móveis. Cada mobília transportava até sete pessoas, que só conseguiam sair dos móveis com a ajuda dos contrabandistas.

“Muitos só foram descobertos depois de terem suportado viagens da Bélgica e da França, pelos portos e pelo Canal da Mancha. Um grupo foi descoberto enquanto gritava por suas vidas ao ponto de ser carregado em um veículo de recuperação”, destaca o comunicado.

Tom Pursglove, ministro da Justiça de Combate à Imigração Ilegal, classificou como “horrível” o caso: “Essas tentativas com risco de vida de contrabandear pessoas, incluindo crianças muito pequenas, para o Reino Unido na parte de trás de veículos com espaço para mal se mover ou respirar, são francamente horríveis”, declarou Tom.

O vice-diretor de Investigações Ben Thomas destacou que a sentença é uma mensagem para outros criminosos: “A operação dirigida por este grupo criminoso coloca em risco a vida de crianças e pessoas vulneráveis ​​em nome do lucro. Espero que essas sentenças envie uma mensagem poderosa de que violar a lei e colocar a vida das pessoas em risco não ficará impune”, pontuou o policial.

Os condenados foram Paramjeet Singh Baweja, de 50 anos, e Viljit Singh Khurana, de 45 anos, considerados os organizadores do contrabando.  As penas impostas aos criminosos foram de seis anos e nove meses, e seis anos, respectivamente. 

Harmohan Singh, de 41 anos, e Manmohan Singh Wadhwa, de 57 anos. A dupla vai cumprir três anos e quatro meses de prisão. Segundo o Ministério, eles admitiram escoltar as vans e motoristas no trajeto. Provas forenses realizadas ainda indicaram que os dois ajudaram a trancar os imigrantes nos guarda-roupas.

Por fim, Dumitru Bacelan, de 29 anos, foi considerado culpado por recrutar e organizar motoristas, além de atuar no planejamento da ação, como a reserva de hotéis e ainda fraude de documentos. Bacelan foi sentenciado a três anos e nove meses de prisão. 

Ainda de acordo com o governo britânico, desde 2020, mais de 140 pessoas foram condenadas no Reino Unido por crimes de contrabando de imigrantes em veículos como vans e caminhões. As somas das penas imputadas aos criminosos chegam a mais de 400 anos de prisão. A polícia disponibiliza o telefone 0800 555 111 para denúncias anônimas e o 999 em casos de emergências.

Compartilhar