Primeira dose de vacinas contra Covid-19 reduz em 80% chance de hospitalização

Mais de 20,2 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina no Reino Unido. (Foto: Canva)

Uma única dose das vacinas Oxford-AstraZeneca ou Pfizer-BioNTech reduz a chance de hospitalização em mais de 80% entre as pessoas com mais de 80 anos. Os dados, divulgados pelo governo britânico nesta segunda-feira (1º), mostram que o número de internações de Covid-19 em unidades de terapia intensiva caiu drasticamente nas últimas semanas, assim como o de infecções e mortes por coronavírus.

Isso acontece no momento em que mais de 20,2 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina no Reino Unido, o que corresponde a um terço da população adulta. A partir de agora, quem recebe o imunizante é o grupo dos maiores de 60 anos.

Para o secretário de Saúde, Matt Hancock, que apresentou os resultados durante coletiva em Downing Street, Londres, os números explicam o porquê todos deveriam tomar a vacina quando forem solicitados. “Isso é seriamente encorajador, mostra o poder da ciência e o que isso significa para você é que quando chegar a sua vez, tome a vacina”, afirmou.

Os resultados otimistas sobre a campanha de vacinação foram anunciados no momento em que a Inglaterra e a Escócia registraram seis casos da nova variante identificada inicialmente em Manaus, no Brasil. Entre os contaminados, o governo britânico ainda tenta encontrar um indivíduo que não preencheu o formulário de registro de teste.

Em função disso, o governo pede que qualquer pessoa que fez um teste em 12 ou 13 de fevereiro, mas não recebeu o resultado, entre em contato pelo telefone 119, para Inglaterra, País de Gales ou Irlanda do Norte, ou ligue para o número 0300 303 2713 na Escócia.

Nesta segunda-feira, o Reino Unido contabilizou mais de 5,4 mil novos casos de Covid-19 e 104 mortes dentro de 28 dias após um teste positivo.

Leia mais:
Um em cada dez infectados relata sintomas de Covid-19 após três meses
Inglaterra inicia relaxamento do lockdown a partir de março

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *