Inglaterra torna permanente consumo em áreas externas de bares e restaurantes

Flexibilização de licenças haviam sido lido liberadas durante a pandemia e se tornarão permanentes. Foto: Canva

Restaurantes, cafés e bares na Inglaterra terão permissão para continuar atendendo os clientes em calçadas e vias de pedestres sem que os proprietários enfrentem maiores burocracias para que isso ocorra. A medida, adotada temporariamente durante a pandemia, se tornará permanente.

O governo inglês anunciou, nesta sexta-feira (22), a renovação da medida até o dia 30 de setembro de 2023. A mudança está incluída na Lei de Negócios e Planejamento de 2020. Além disso, indicou que os serviços de refeição ao ar livre serão incluídos na legislação “Levelling Up and Regeneration” (Progresso e regeneração, em tradução livre), que faz parte de uma política criada para reduzir os desequilíbrios, principalmente econômicos, entre áreas e grupos sociais em todo o Reino Unido.

De acordo com a Secretaria de Habitação, as refeições ao ar livre foram “amplamente bem recebidas pelo público”, o que motivou a decisão de manter a prática. A medida foi adotada, inicialmente, com o objetivo de minimizar os riscos de transmissão da Covid-19 em um processo que, segundo a pasta, visa deixar esse tipo de licença de operação mais “rápido, fácil e barato”.

“Queremos ver centros urbanos movimentados em todo o país e é por isso que as mudanças que fizemos nas regras de licenciamento se tornarão permanentes”, explicou Greg Clark, secretário de Habitação. “Tornar o jantar ao ar livre um elemento permanente em nossas ruas é parte do nosso plano de fazer as comunidades progredirem e criar lugares vibrantes onde as pessoas queiram viver e trabalhar”, complementou o secretário.

A permissão ocorre após entidades do setor de hospitalidade reivindicarem a simplificação permanente das licenças para operar em área externa. Kate Nicholls, CEO da UK Hospitality, classificou a mudança como positiva: “Qualquer ajuda recebida agora pelo setor de hospitalidade, que está em dificuldades, é recebida com gratidão; tornar as licenças de pavimentação permanentes é extremamente positivo”, destacou nas redes sociais.

Ainda de acordo com Kate, as empresas investiram recursos para instalar novos espaços ao ar livre: “As licenças de pavimentação destacaram a engenhosidade e a criatividade da indústria hoteleira durante o Covid, já que muitos locais investiram pesadamente para desenvolver espaços ao ar livre divertidos e inovadores. Essas empresas com visão de futuro podem agora esperar maximizar o retorno desses investimentos”, ressaltou a CEO.

A Inglaterra foi um dos primeiros territórios a retirar as restrições impostas pela pandemia de Covid-19. Atualmente, não existem regras a serem cumpridas para viagens e visitas ao país.

Compartilhar