Inglaterra libera abraços e abertura total de pubs e restaurantes no dia 17

Contato social, como abraço, será permitido, mas com cuidados. (Foto: Pexel)

A partir da próxima segunda-feira (17), pubs, restaurantes e locais de entretenimento voltam a operar em ambiente fechado na Inglaterra. Maior contato social, como abraço entre familiares e amigos, também será permitido. Os planos fazem parte da terceira etapa do roteiro de flexibilização do lockdown implantado pelo governo britânico em março.

Conforme as novas regras, até seis pessoas ou duas famílias poderão se reunir dentro de casa e até 30 pessoas ao ar livre. Além disso, a população poderá viajar dentro da Grã-Bretanha e passar a noite, sendo que hotéis e hostels também voltam a operar.

Viagens internacionais sem a necessidade de quarentena no retorno à Inglaterra também passam a ser autorizadas no dia 17 para um pequeno grupo de países que estão na lista verde, como é o caso de Portugal. O Brasil segue na lista vermelha, o que significa que as viagens não são autorizadas, a não ser as de caráter de emergência, quando o viajante deve fazer quarentena em hotel no retorno ao território britânico.

Além de todo o entretenimento interno poder ser retomado, como cinemas, museus e áreas de recreação infantil, o atividades de lazer ao ar livre restantes também poderão ser reabertas, como cinemas e apresentações. Além disso, serão liberados eventos maiores, incluindo conferências, apresentações de teatro e eventos esportivos.

Máscaras em salas de aula ou para alunos em áreas comuns em escolas secundárias e faculdades também não serão mais exigidas. Os estudantes universitários poderão retornar ao ensino presencial, onde devem ser testados para Covid-19 duas vezes por semana.

A flexibilização, confirmada pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi possível porque, segundo os dados do Departamento de Saúde da Inglaterra, as evidências mostram bom desempenho das vacinas e da campanha de vacinação. Johnson também pontuou que as taxas de infecção não representam risco de um aumento nas hospitalizações.

No entanto, as regras de segurança contra Covid-19 permanecem para locais de trabalho e negócios, como em lojas e hospitalidade. Como o contato próximo ainda representa risco de infecção ou espalhar o vírus, as pessoas devem considerar o risco para si mesmas e para os outros.

“Depois de mais de um ano nesta pandemia, todos sabemos que o contato próximo, como abraços, é uma forma direta de transmissão da doença. Então, eu recomendo que você pense sobre a vulnerabilidade de seus entes queridos – se eles receberam uma vacina, uma ou duas doses, e se houve tempo para que a vacina fizesse efeito”, frisou o primeiro-ministro em pronunciamento ontem (10), em Londres.

Mais de 18 milhões pessoas já foram completamente vacinadas contra Covid-19 no Reino Unido e mais de 35 milhões já receberam a primeira dose da vacina.

Leia mais:
Inglaterra libera viagens internacionais a partir de 17 de maio
Inglaterra testa reabertura de eventos com rave de 6 mil pessoas em Liverpool
Portugal se prepara para receber turistas do Reino Unido

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.