Estado de saúde de Elizabeth II preocupa médicos e coloca a rainha sob supervisão

A condição preocupante da rainha Elizabeth II colocou a líder do Reino Unido sob supervisão médica no Castelo de Balmoral, na Escócia. No início da tarde desta quinta-feira (8), o Palácio de Buckingham confirmou que, após uma avaliação nesta manhã, os “doutores da Rainha estão preocupados com a saúde de Sua Majestade e recomendaram que ela permaneça sob supervisão médica”.

Pelas redes sociais, líderes políticos e religiosos prestaram solidariedade à rainha e aos familiares da realeza britânica. O arcebispo de Canterbury afirmou que “as orações das pessoas da Igreja da Inglaterra estão hoje com a Vossa Majestade, a Rainha”. O primeiro-ministro do País de Gales, Mark Drakeford, demonstrou preocupação com as notícias do Palácio de Buckingham e manifestou os “melhores votos a Sua Majestade e à família em nome do povo de Gales”.

No mês de fevereiro deste ano, a monarca venceu uma infecção por Covid-19. Poucos meses depois, em uma vídeo chamada com trabalhadores do hospital Royal London, Isabel II revelou que o vírus a havia deixado “muito cansada e exausta”.

Elizabeth II tomou posse da monarquia britânica em fevereiro de 1952, sucedendo o pai e rei Jorge VI. Filha de Isabel Bowes-Lyon, a rainha Elizabeth tem hoje 96 anos e ocupa o segundo reinado mais longo da história, que completou sete décadas no último dia 13 de junho. A rainha do Reino Unido está próxima de superar a marca de 72 anos atingida pelo rei tailandês Bhumibol Adulyadej, falecido em 2016.

Compartilhar