Áustria remove quarentena para pessoas com Covid-19

Pessoas com Covid-19 podem sair de casa com máscaras FFP2. Foto: Canva

Na Áustria, pessoas que estiverem infectadas com Covid-19 não precisam mais cumprir isolamento. A medida entrou em vigor nesta segunda-feira (1º). Com a nova regra, o indivíduo que estiver com a doença pode sair de casa, mas é obrigatório o uso de uma máscara FFP2 em diversas situações.

De acordo com o governo austríaco, é necessário cumprir os requisitos de proteção. Fora da área de convivência privada, em ambientes fechados e ao ar livre, se não for possível manter uma distância mínima de dois metros para as outras pessoas, a máscara precisa ser utilizada. O equipamento facial também será necessário em todos os tipos de transporte, seja privado ou público.

Além disso, pacientes com um teste positivo não podem fazer visitas em instalações onde tenham pessoas vulneráveis ou em ambientes de risco, como em lares de idosos, casas de repouso e órgãos de saúde. As exceções são somente para funcionários e residentes destes locais.

O Ministério da Saúde também permite ir ao local de trabalho, desde que o profissional faça o uso contínuo de máscara ou que o cumprimento de medidas de proteção possa ser garantido. No entanto, como em outras enfermidades, as pessoas doentes podem obter uma licença médica. Na Áustria, a solicitação pode ser feita pelo telefone.

As regras podem ser suspensas antecipadamente a partir do quinto dia, caso um novo teste de PCR tenha como resultado negativo. Johannes Rauch, ministro da Saúde, reforçou que “aqueles que estão doentes ficam em casa e as pessoas sem sintomas devem usar máscaras por toda a parte quando saírem”. A proteção facial é exigida em hospitais, lares de idosos e outros locais de serviços de saúde mesmo para as pessoas não infectadas pelo coronavírus.

Assim como em outros países europeus, não é mais exigida a apresentação do Certificado Covid-19 para a maioria dos locais, como restaurantes e bares. A apresentação é obrigatória apenas nos mesmos locais em que a máscara é necessária. Para entrada no país o documento ou teste negativo também não é mais exigido desde o dia 16 de maio.

Situação do coronavírus no país

Até 31 de julho, um total de 18.872.890 doses de vacina foram administradas em solos austríacos. A representação por dados indica que 60 em cada 100 pessoas estão protegidas com a imunização. No relatório do Ministério da Saúde emitido nesta segunda-feira (1º), a Áustria registra 1.559 hospitalizações, com 82 pacientes em Unidade de Terapia Intensiva. O governo não disponibiliza, no momento, dados nas semanas anteriores para fins de comparação.

Compartilhar