Suíça facilita acesso ao uso de cannabis medicinal



Pacientes que fazem uso de cannabis medicinal na Suíça não vão mais precisar de uma autorização especial para utilização da substância. O governo decidiu, nesta quarta-feira (22), que a prescrição médica será o suficiente para a compra dos medicamentos à base de maconha, assim como para importação ou cultivo da planta. Até então, era necessário também um parecer da Secretaria Federal de Saúde Pública para a aquisição de cannabis no país.

A mudança na lei de entorpecentes entrará em vigor no dia 1º de agosto deste ano. A justificativa do governo é que a demanda pelas autorizações aumentou nos últimos anos: “Os procedimentos administrativos retardam o tratamento, e a situação atual já não reflete a natureza excepcional prevista na lei”, explicam as autoridades de saúde. No entanto, o governo não informou em quanto aumentou a procura pela substância no país.

De acordo com Secretaria Federal de Saúde Pública, os principais beneficiados com a flexibilização serão as pessoas que sofrem de “dor crônica severa”. Ainda segundo a Secretaria, em breve serão informados mais detalhes sobre o cultivo da cannabis. Por outro lado, o governo reforça que a venda e consumo de cannabis para fins não medicinais continuam proibidos no país.

Essa é a segunda mudança na lei realizada desde o início do ano passado na Suíça. Em março de 2021, o governo passou a permitir o uso de cannabis ou de medicamentos produzidos com a substância para fins medicinais. 

Nos últimos anos, o país vem discutindo o tema e realizando pesquisas científicas sobre as vantagens e desvantagens do acesso controlado à substância. O objetivo é “obter uma base científica completa para possíveis decisões sobre a regulamentação da cannabis” no futuro.

Compartilhar