Portugal: TAP cancela 360 voos por dois dias em dezembro

Erramos: ao contrário do que informamos no dia 23 deste mês, que todos os voos dos dias 8 e 9 de dezembro seriam cancelados pela TAP, a companhia aérea portuguesa afirma que algumas viagens ainda serão realizados. Até agora, 360 voos já foram cancelados. O Agora Europa lamenta o ocorrido e agradece a compreensão de nossos leitores.

Milhares de passageiros serão afetados pelo cancelamento de 360 voos da TAP em Portugal no mês de dezembro. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (23) e é motivada pela falta de acordo salarial entre a empresa lusa e os trabalhadores da companhia aérea. A empresa cancelou 360 viagens programadas dias 8 e 9 do próximo mês, incluindo os voos de e para o Brasil. 

As datas marcadas coincidem com um feriado prolongado em Portugal, celebrado na quinta-feira (8). O motivo é uma paralisação prevista pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC).

De acordo com a TAP, a entidade sindical só vai decidir sobre os serviços mínimos no dia 6 de dezembro, o que deixa a empresa em situação de “incerteza”. Por isso, a companhia confirma que todas as viagens serão canceladas nos dois dias, mesmo que sejam decretados serviços mínimos ou que a paralisação não ocorra.

“Para evitar que os Clientes com voos reservados para estas datas sejam ainda mais afetados pela incerteza sobre se o seu voo, devido à greve, terá ou não lugar, a TAP decidiu cancelar 360 voos programados para os dois dias da greve”, explica a empresa. Ainda segundo a companhia, a decisão “terá um grande custo”, mas é “a decisão certa para proteger” os passageiros.

Segundo TAP, os viajantes com voos marcados para os dias 8 e 9 de dezembro já começaram a ser informados sobre o cancelamento. A notificação será enviada por email a todos os passageiros. 

Negociação

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e a TAP estão há semanas em negociação sobre as condições de trabalho e salariais dos profissionais, que atuam no atendimento aos passageiros dentro das aeronaves. 

O Agora Europa entrou em contato com o SNPVAC por email e telefone, mas ainda não obteve retorno. A TAP ainda destaca que “continua disponível para negociar com todas as estruturas representativas dos trabalhadores, com sentido de responsabilidade”.

Compartilhar