Portugal amplia para 150 o número de centros de apoio para imigrantes


Um novo Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) foi inaugurado em Mangualde, na região central de Portugal, nesta terça-feira (14), ampliando para 150 o número de unidades existentes no país. Nestes locais, os imigrantes podem buscar atendimento gratuito sobre regularização de documentos, reagrupamento familiar, moradia, oportunidades de trabalho e questões de saúde. 

Os brasileiros, maior comunidade estrangeira no país, são também a nacionalidade que mais buscam o serviço. Somente em 2021, 26% dos 140 mil atendimentos foram para cidadãos do Brasil, somando 36.400 casos. As informações foram passadas ao Agora Europa pelo gabinete da ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes.

Os centros receberam pessoas de 150 nacionalidades diferentes no ano passado, com aumento de 26% no número de atendimentos em 2021, na comparação com 2020. Além de Mangualde, cidade com 20 mil habitantes, foram inauguradas unidades recentemente em Alpiarça, Esposende, Covilhã-Mutualista, Elvas, Instituto Politécnico do Porto, Nelas, Universidade Lusófona (Lisboa), Idanha-a-Nova e Cantanhede.

O governo luso confirma a  criação de mais CLAIMs até o final de 2022, elevando para 156 unidades em diversas regiões do território luso. No entanto, os locais ainda não foram divulgados. 

Ana Catarina Mendes destacou que é papel do Estado promover uma “política pública de integração de imigrantes” e que  “não há um ‘nós’ e os ‘outros’, há um todos nós”, referindo-se aos estrangeiros que escolhem Portugal para viver. O país de 10 milhões de habitantes possui mais de 700 imigrantes com Autorização de Residência (AR), além de milhares à espera da documentação.

Existentes desde 2003, o número de centros inaugurados em Portugal duplicou nos últimos seis anos. Em 2016, o país contava com 60 unidades. Os CLAIMs possuem parcerias com autoridades locais para apoiar a integração dos imigrantes nas comunidades.

Os horários e dias de atendimento variam em cada localidade. A lista completa com endereços, contatos e demais informações pode ser conferida aqui

Número de atendimentos realizados desde 2003. Imagem: Governo de Portugal
Compartilhar