Lojas e centros comerciais reabrem na segunda-feira em Portugal

É a terceira etapa do desconfinamento no país.
Foto: Amanda Lima / Agora Europa


Os centros comerciais, fechados desde 15 de janeiro em Portugal, reabrem na próxima segunda-feira, dia 19 de abril. As lojas com mais de 200m² também estão autorizadas a receberem os clientes novamente. A reabertura foi definida pelo Governo português nesta quinta-feira (15). O primeiro-ministro, António Costa, ressaltou que após ouvir especialistas em saúde nesta semana, foi decidido que é seguro avançar com o plano de desconfinamento na maior parte do país.

Os bares e restaurantes estão em funcionamento desde 5 de abril, mas somente na área externa, as chamadas esplanadas. A partir de segunda-feira, os estabelecimentos poderão receber os clientes na área interna, com limite de quatro pessoas por mesa. Nas esplanadas, aumenta para seis o número de clientes em cada mesa.

Até maio, no entanto, horário de funcionamento fica reduzido. De segunda a sexta, os locais devem fechar às 22h. Aos finais de semana e feriados, atendem somente até às 13h. Depois deste horário, continua permitido o regime take-away (pegue e leve).

De acordo com a a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares (Ahresp), empresários do setor de restaurantes estava na expectativa de confirmação da reabertura. Até agora, nem todos os estabelecimentos reabriram na área externa, seja por não considerar lucrativo a limitação do público ou por não ter espaço ao ar livre. Ainda de acordo com a associação,  o setor está “preparado para a próxima fase de desconfinamento, assegurando todas as condições de segurança”, conforme destacou em nota à imprensa.

Cinemas e espetáculos

Outros setores na área de entretenimento também poderão voltar às atividades em Portugal na próxima semana. Os cinemas, salas de shows e espetáculos abrem as portas depois de três meses fechados. Os museus, apesar do horário reduzido, foram autorizados a reabrirem há cerca de duas semanas.

Nesta nova fase do desconfinamento também irão voltar as aulas presenciais do ensino médio e universidades. As demais séries já retornaram com as atividades letivas presencialmente nas últimas semanas. O Governo aposta em testagem dos profissionais para manter as escolas abertas. A vacinação dos professores e funcionários foi iniciada neste mês, mas foi adiada devido à restrições ao uso da vacina AstraZeneca.

Atendimentos na imigração

Ainda segundo o plano, as Lojas do Cidadão poderão reabrir. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) irá confirmar ao Agora Europa nesta sexta-feira (16) se as atividades também serão retomadas na segunda-feira. Os atendimentos presenciais estão suspensos desde 15 de fevereiro.

Desconfinamento não avança em sete municípios

Apesar de a maior parte do país avançar no desconfinamento, sete municípios (Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penele) terão que manter as atuais regras pelos próximos 15 dias. Além destes, outros quatro (Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior), terão que recuar uma etapa. As esplanadas e lojas de até 200m² terão que fechar novamente. Nestas localidades, o número de casos de Covid-19 é de 240 a cada 100 mil habitantes. Uma nova avaliação será feita daqui 15 dias.

Leia mais:
– Portugal: imigrantes poderão regularizar documentos em cartórios
– Lisboa abre inscrições para aluguéis de moradias a baixo custo
 Pandemia: crise retira empregos e afeta legalização de imigrantes em Portugal

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.