Aeroporto de Lisboa reabre terminal fechado durante a pandemia

Enquanto esteve fechado, local passou por obras. Foto: ANA Aeroportos/Divulgação


Fechado desde o início da pandemia de Covid-19, o terminal 2 do Aeroporto de Lisboa será reaberto nesta quinta-feira (1°). Conforme comunicado da ANA Aeroportos, que coordena o local, o aumento de tráfego aéreo é o que motiva a reabertura do terminal. Até então, o local era utilizado apenas para voos humanitários ou transportes especiais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O espaço voltará a receber passageiros das companhias Blue Air, EasyJet, Norwegian, Transavia e Ryanair. Segundo o documento da ANA, os viajantes com voos nestas empresas devem utilizar o novo local a partir das 4h da madrugada desta quinta-feira. É oferecido um transporte gratuito do terminal 1 até número 2.

Neste período em que esteve fechado, a concessionária realizou obras no espaço. A área de embarque para fora do Espaço Schengen foi ampliada, com a instalação de novos equipamentos para o controle de fronteira. Foi criada ainda uma mais uma sala de espera e banheiros.

Chegada de turistas

A reabertura ocorre em um período que Portugal espera maior número de turistas no verão. A partir desta quinta, os cidadãos residentes na Europa e que possuam o “Certificado Covid da UE” ficam isentos de quarentena ou de testes na chegada ao país.

O governo português tem realizado uma abertura gradual para viajantes não essenciais, na tentativa de recuperar a economia. Em maio, passaram a ser recebidos os visitantes de países do bloco. Neste mês, turistas dos Estados Unidos voltaram a ser recebidos em Portugal.

A última atualização das regras, publicada nesta semana, adicionou a Sérvia, Líbano, Macedônia do Norte e Taiwan na lista de países autorizados a viagens não essenciais. O Brasil, mais uma vez, segue proibido. Apenas é permitida a entrada de passageiros com motivo essencial comprovado.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) realiza controle de todos os viajantes. Assim como ao longo de 2020, nos últimos três meses, os brasileiros seguem sendo a nacionalidade mais barrada pela Imigração. A cada 10 pessoas impedidas de entrarem no país, oito são brasileiros.

Compartilhar

1 Comment

Não é possível deixar seu comentário no momento.