Turismo na Europa supera nível pré-pandemia pela 1ª vez: veja principais destinos em 2022

Andar pelas fortalezas, palácios reais, mesquitas ou admirar a arquitetura hispano-muçulmana da região da Andaluzia, na Espanha, foi a principal escolha dos turistas nos meses que precederam o último verão europeu. A constatação faz parte de um estudo divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Escritório de Estatísticas da União Europeia (Eurostat). O levantamento lista as regiões mais procuradas pelos turistas entre abril e junho de 2022 e também apresenta os países mais cobiçados pelos visitantes na estação mais quente do ano, de julho a setembro.

No último verão, as principais plataformas de reservas online de acomodação, Airbnb, Booking, Expedia Group e TripAdvisor, registraram 251 milhões de reservas entre os meses de julho e setembro. O número supera em 24% o total registrado no mesmo período do ano passado e em 9% a soma das reservas confirmadas no terceiro trimestre de 2019, período pré-pandemia da Covid-19.

Se a região espanhola da Andaluzia, cuja capital é Sevilha, liderou a procura por acomodação no período de primavera, com cerca de 6,5 milhões de reservas online, a costa pedregosa de Jadranska Hrvatska, no sul da Croácia, também ganhou destaque. No mesmo período, 5,5 milhões de turistas escolheram a região para se hospedar.

Veja os 15 destinos mais procurados

França foi o país que mais atraiu turistas no verão de 2022

A França também foi destaque do estudo publicado pela Eurostat. Junto da Bélgica e da Suécia, o país onde está localizada a Torre Eiffel registrou um aumento de cerca de 30% nas reservas online de acomodações no último verão, se comparado com o mesmo período de 2019, ou seja, antes do início da pandemia. Em números absolutos, no entanto, o território francês comportou 58,1 milhões de reservas entre julho e setembro, superando a Espanha (44 mi) e a Itália (38 mi).

Para a Eurostat, o território português foi a surpresa negativa encontrada no estudo: "Portugal (-4%) foi o mais proeminente país-destino com uma redução significativa", ressalta o relatório. Além do país luso, outros 11 países da União Europeia ainda não superaram o número de reservas registrado no comparativo com o período pré-pandemia da Covid-19.

Ranking mostra países que mais hospedaram turistas no último verão

Compartilhar