Suíça flexibiliza restrições e volta a aceitar turistas do Brasil

Conselho Federal suíço retirou obrigatoriedade do uso de máscara em local público. Foto: Canva


Brasileiros vacinados, recuperados de uma infecção por Covid-19 ou com um teste PCR negativo para a doença poderão entrar na Suíça a partir do próximo sábado (26). O motivo da viagem não precisa mais ser essencial, passando a ser possível também realizar visitas a turismo ao território suíço a partir do Brasil. A medida integra uma série de flexibilizações anunciadas nesta quarta-feira (23) pelo governo local.

Viajantes imunizados ou recuperados da Covid-19 não precisarão apresentar teste negativo para a doença ao chegar ao país. Também não será necessário isolar-se em quarentena. Já as pessoas que ainda não foram vacinadas e que nunca contraíram o vírus, terão de apresentar um teste PCR com resultado negativo antes do embarque para a Europa.

Na Suíça, este grupo terá ainda que realizar quarentena de duas semanas ao desembarcar no país. A obrigatoriedade deve-se ao fato de o Brasil estar na lista vermelha suíça como território de alto risco em razão das variantes da Covid-19. Na mesma lista, encontram-se Canadá, Índia, Nepal, África do Sul e Reino Unido.

Flexibilização das restrições

A partir do próximo sábado, o uso da máscara facial em locais públicos também deixará de ser obrigatório: “Nos restaurantes, não haverá mais restrições às mesas. Já os grandes eventos acessíveis com o certificado Covid podem acomodar quantos participantes quiserem e fazer uso de sua capacidade [máxima] de recepção”, diz o comunicado oficial do Conselho Federal suíço.

Resumo das principais flexibilizações

  • home-office deixou de ser obrigatório, mas segue sendo recomendado;
  • no restaurante, o número de pessoas em cada mesa não é mais limitado;
  • restrições à capacidade e ao número de participantes em grandes eventos com certificado Covid foram removidas e o uso de máscara deixará de ser obrigatório;
  • obrigação de usar máscara e de respeitar as distâncias é revogada para as atividades desportivas e culturais; não há mais diferença entre amadores e profissionais;
  • deixa de haver qualquer restrição ao ensino presencial em universidades, universidades de ciências aplicadas e estabelecimentos de educação continuada.

Número de casos de coronavírus em queda

Dados do Gabinete Federal de Saúde Pública sueco (FOPH, sigla em inglês) mostram uma queda significativa no número de casos no território suíço e no minúsculo principado de Liechtenstein (de apenas 38 mil habitantes). Nos últimos dois meses, o total semanal de novos casos de Covid-19 caiu de 1.989 para 191 nos últimos sete dias, entre 17 e 23 de junho. A vacinação também avança no país, que conta, atualmente, com 47% da população vacinada, sendo 30,6% totalmente imunizada.

Compartilhar

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.